O casal havia descoberto a chegada do primeiro filho há pouco mais de dois meses
Fotos: reprodução facebook

AUTOMÓVEL era conduzido por motorista embriagado

O jovem Tauan Amaral, de 22 anos, morreu em um grave acidente de trânsito na Estrada Reinaldo Hörlle, bairro Imigração, próximo do acesso à ERS-240 em Montenegro. O fato ocorreu por volta das 20h25min de sábado, dia 23. Segundo a polícia, a vítima estava na carona de uma VW Saveiro que capotou. O condutor do automóvel apresentava sinais de embriaguez e acabou preso. Tauan havia descoberto recentemente que seria pai.

Segundo informações extra-oficiais, Tauan estaria indo para Pareci Novo na companhia do amigo que dirigia o veículo. A Polícia Civil ainda não divulgou informações sobre as possíveis circunstâncias do capotamento.

Conforme a Brigada Militar, o motorista apresentava visíveis sinais de embriaguez e teria se recusado a fazer o teste do bafômetro. Ele foi preso em flagrante, indiciado por homicídio culposo na direção de veículo automotor, quando não há intenção de matar, mas já está em liberdade Tauan foi sepultado no domingo, dia 24, no cemitério de Montenegro. O rapaz trabalhava como vendedor em uma loja de pneus e artigos para carros. Ele residia no bairro Ferroviário, com a mãe.

Magno Mello, ex-cunhado de Tauan, foi uma das primeiras pessoas a chegar ao local do acidente. Segundo ele, a mãe e a namorada de Tauan estavam na praia no dia da tragédia. Magno foi o responsável por trazê-las de volta para Montenegro.

Amigo de longa data, Magno conheceu Tauan quando tinha apenas 10 anos de idade. “Eu vi ele crescer, era um guri de sorriso fácil, alegrava onde passava”, diz. “Infelizmente tragédias acontecem e levam pessoas que não tem maldade no coração. Fico muito triste porque vai fazer muita falta para a família e para a minha filha que é afilhada dele”, conclui Magno.

Um sonho interrompido

A namorada de Tauan, Natália Schereder, com quem estava há cerca de quatro anos, está grávida de pouco mais de dois meses. “Nosso maior susto foi o dia em que descobri a gravidez, foi um medo de nós não darmos conta. Hoje vejo que tudo aquilo que estávamos planejando não será possível”, desabafou a jovem em uma rede social.

Natália disse ainda que temia que algo ruim pudesse acontecer ao namorado. “Meu maior medo era que algo do tipo acontecesse, sempre foi uma das nossas maiores brigas. É difícil demais pra mim pensar que não vamos mais nos falar, mandar mensagens um pro outro, trocar fotos, nos abraçar…”, relata a namorada.

Deixe seu comentário