HONDA FAN com aro azul na frente e cromado na traseira tem placa INC-8677, de Montenegro Foto: Arquivo Pessoal

Violência. Moto era usada pelo trabalhador para tele-entregas na cidade

Na noite do último domingo, o motoboy Everton Willian dos Santos, 21 anos, entrou para as estatísticas de violência ao perder o veículo que representava seu “ganha pão”. O jovem fazia tele-entrega de pizza na rua Boa Vista, entre os bairros Panorama e Santo Antonio, quando foi rendido por dois indivíduos também tripulando motocicleta.
O carona armado mandou a vítima não olhar em sua direção. Após assumir a posse da moto de Everton – Honda CG FAN 125, preta, placa INC 8677 de Montenegro – a dupla fugiu em direção à RSC-287. Logo após o Ibiá postar a notícia em seu portal, a esposa da vítima fez um relato indignado quanto à segurança pública.

Ela foi mãe há dois meses e o veículo era a única fonte de renda do marido, que faz entregas como “bico”, pois não consegue emprego fixo. “Infelizmente foi mais que um prejuízo. Roubaram a segurança dele de andar tranquilo dentro da cidade. Está com um sentimento não somente da perda, mas de impotência diante de uma arma”, desabafa a esposa.

Thais declarou que seu marido poderia não ter voltado para casa. “Pois os vagabundos colocaram uma arma na cabeça dele e avisaram se ele virasse iam meter bala”. O que também chocou foi a falta de apoio, pois, segundo ela, depois do crime Everton ligou para a Brigada, que teria argumentado que não havia nenhuma viatura disponível. O jovem conseguiu uma carona à DPPA Vale do Caí. “Chegando, foi pessimamente atendido. Ainda teve que escutar que tinham outras prioridades”, teria dito o Plantão. Thais questiona onde estavam os brigadianos? Ela se queixou que a PM aparece apenas para fazer barreiras atrás de veículos com licenciamento vencido.

Deixe seu comentário