Golpista estava com máquinas de cartão, dinheiro, celulares, cartões e CNH falsa. Foto: Divulgação/BM

Depois de fazer vítimas em Montenegro, um estelionatário foi preso por volta das 19h de terça-feira, dia 24, pela Polícia Civil e pela Brigada Militar. Ele é acusado de aplicar o “golpe do motoboy”, onde a vítima é informada que o cartão do seu banco teria sido bloqueado e um representante da entidade financeira iria até a casa da vítima buscar o cartão. Uma de suas vítimas em Montenegro foi uma idosa que perdeu mais de R$ 6 mil.

A prisão ocorreu após campana montada depois de denúncia de que o golpe seria praticado mais uma vez. Assim, os agentes das forças de Segurança Pública aguardaram a chegada do estelionatário para realizar a prisão, que ocorreu no bairro Rui Barbosa. O acusado, que tem 21 anos, chegou ao local acompanhado de um motorista de aplicativo. O estelionatário, que é natural do Estado de São Paulo, apresentou uma CNH falsa aos policiais. Em revista, foram encontradas em sua mochila cinco máquinas de cartões bancários, R$ 1.057,00, comprovantes de transferências bancárias, cartões e celulares.

De acordo com a Polícia Civil, o estelionatário já havia sacado aproximadamente R$ 20 mil de duas vítimas da cidade. Após passar por laudo médico no Hospital Montenegro (HM), o golpista foi encaminhado para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Montenegro, onde foi lavrado flagrante por estelionato e falsidade ideológica.

A Polícia Civil orienta que outras pessoas que tenham sido vítimas do golpe façam imediatamente um registro de ocorrência na DPPA (para casos em Montenegro) ou nas Delegacias de Polícia de seus Municípios (para casos na região). A Polícia Civil reforça, ainda, que os bancos nunca mandam alguém buscar o cartão em casos de bloqueio e que a prisão só foi possível porque a vítima percebeu tratar-se de um golpe.

Deixe seu comentário