A cerimônia alusiva ao aniversário da EsFES ocorreu no auditório da instituição

DIA DE FESTA. Celebração aos 45 anos da Escola foi marcada por palestra e atividades de integração

A Escola de Formação e Especialização de Soldados (EsFES) de Montenegro celebrou nessa terça-feira, 13, seus 45 anos de serviços prestados à comunidade. A ocasião foi marcada por uma série de atividades. A primeira delas foi uma palestra com o secretário adjunto da Segurança Pública do Rio Grande do Sul, Marcelo Gomes Frota.

O secretário foi recebido pelo diretor da Escola, tenete-coronel João Luís Machado, juntamente com delegado Regional de Polícia, Marcelo Farias Pereira, pelo presidente da Associação dos Municípios do Vale do Rio Caí (Amvarc) e prefeito de Pareci Novo, Oregino José Francisco, e demais convidados para a solenidade.

O coronel Marcelo Gomes Frota falou sobre as ações realizadas pelo Estado através do programa RS Mais Seguro, desenvolvido pela Secretaria de Segurança Pública do Estado, com o intuito de reduzir os índices criminais. “Existe um olhar do Governo voltado a reduzir os indicadores da criminalidade. Observamos uma redução significativa em todos os indicadores, na comparação com os últimos dez anos. Mas ainda precisamos centrar esforços nos locais onde há mais violência”, avalia.

O presidente da Amvarc, Oregino José Francisco, aproveitou a deixa para pleitear o aumento do efetivo nos municípios que formam a Associação. “Ainda não temos números elevados de crimes na região, mas se o efetivo continuar reduzindo teremos problemas”, observou Oregino.

Por sua vez, o secretário Frota informou que há, sim, a intenção da Secretaria de Segurança Pública, em promover aumento nos efetivos dos municípios, contudo, segundo ele, ainda é cedo para falar sobre quantidade. Essa tem sido uma das principais perguntas feitas pelas comunidades desde a formatura dos novos policiais militares no Estado. “É uma equação difícil de ser fechada. Precisamos centrar esforços nos locais onde há mais violência”, sublinha o secretário.

Coronel Aldo Mantovani foi diretor da EsFES de 1999 até 2001

Conforme Frota, o anúncio sobre a quantidade de policiais que serão destinados para cada município será feito pelo próprio Governador Eduardo Leite. “Acredito que isso aconteça logo. Até o final dessa semana, todos os soldados já saberão para onde irão e com isso deve ser revelado o número para casa cidade”, acrescenta.

A cerimônia, que contou com a presença do secretário, também foi marcada por diversas homenagens aos servidores que deixam a escola para a reserva ativa e a quem está chegando agora. Na sequência, foi promovido um torneio de futebol sete e jantar de confraternização.

Dia de celebração na Escola
Para o diretor da EsFES, tenente-coronel João Luís Machado, a função de gestor de ensino é gratificante. Com orgulho, ele lembra que na Escola já foram qualificados mais de 20 mil agentes, entre homens e mulheres. Além disso, reconhece o empenho de cada servidor para dar continuidade ao trabalho que teve início há 45 anos. “Quando a gente consegue entregar uma turma de novos soldados para a comunidade, é como se a gente tivesse um filho”, compara Machado.
A satisfação do atual diretor é partilhada pelo coronel Aldo Mantovani. Ele esteve à frente da Escola de 1999 até 2001. “Foi um período de muitas experiências”, lembra. “Conseguimos implementar o Centro de Treinamento Esportivo, servimos de laboratório para cursos integrados. Foi um período inesquecível e que me honra muito. Comecei como soldado e sai como coronel”.

Deixe seu comentário