Cerca de R$300,00 foram levados do caixa da sorveteria, incluindo as moedas usadas para troco

DOIS homens usaram arma e facão para cometer o assalto, ocorrido no bairro Timbaúva

Uma empresária foi assaltada quando se preparava para encerrar o expediente, na noite desse domingo, 21. Os ladrões levaram o celular da vítima e quase R$300,00 em dinheiro. Nos últimos anos, a família tem sido “freguês” de criminosos.

Pouco depois das 20h, a comerciante já estava pronta para fechar a sorveteria de sua família, localizada na rua Dr. Bruno de Andrade, no bairro Timbaúva em Montenegro, quando dois homens entraram no local e anunciaram o assalto.

O filho da vítima, Felipe Santos de 23 anos, relata que um dos homens mostrou uma arma, que estava guardada no punho da blusa. Pela forma como o objeto estava posicionado, a mãe do jovem suspeita que tratar-se de um simulacro, ou seja, uma arma falsa.

A vítima não quis correr riscos e seguiu as coordenadas da dupla. Ambos foram para trás do balcão, mexeram na bolsa da mulher a procura de dinheiro e posteriormente pegaram o que havia no caixa, inclusive o porta moedas.

Depois de pegar o que queriam, os homens saíram do local e a comerciante contatou a Brigada Militar. O celular dela foi encontrado em uma calçada, próximo ao local do roubo. Lá também estava o porta moedas.

A sorveteria não conta com câmeras de segurança, mas outros prédios do entorno possuem. As imagens serão usadas para auxiliar na identificação dos suspeitos. “Poderia ter sido pior. Agora vamos colocar câmeras aqui”, diz Felipe.

A família se reveza para tomar conta da sorveteria aberta há pouco mais de três anos. Esse é o primeiro caso de assalto enfrentado por um deles, mas outras situações marcam a memória de Felipe e seus familiares. “Em 2017, levaram nosso carro, que estava estacionado quase aqui na frente. E numa outra vez levaram uma bicicleta”, conta.

Deixe seu comentário