Vítima deslocava-se com frequência por aquele local

VÍTIMA fatal de atropelamento na ERS-124 morava no bairro Estação e se deslocava ao Aeroclube

Seu Gregório Tur, de 75 anos, faleceu na manhã dessa segunda-feira, 14, ao ser atropelado por um caminhão, na ERS-124, no trecho entre o bairro Estação e o Aeroclube quando ambos seguiam no sentido Montenegro/ Triunfo. A vítima era morador do bairro Estação e fazia o trajeto, quase diariamente, para comprar seu almoço.

Segundo relato do motorista do caminhão à Polícia Rodoviária Estadual, o ciclista teria invadido a faixa. A desconfiança é que Gregório estivesse no acostamento, mas, no intuito de desviar de uma poça de água, acabou entrando na pista de rodagem, sendo atingido pelo caminhão. O condutor do veículo de carga fez bafômetro e o teste não apontou nada. Para a família da vítima, é preciso aguardar a investigação da Polícia Civil, para só então se chegar a uma conclusão sobre o que ocorreu.

Gregório era viúvo e deixa cinco filhos. Natural de Frederico Westphalen, por anos se dedicou a atividades do campo como a agricultura, até se aposentar. “Era um bom homem. Mantinha bom relacionamento com os filhos e estava sempre ajudando”, conta o filho Ailton Marcos Tur, sargento da reserva da BM. “É uma tragédia inexplicável. Todos os dias ele levava a vianda dele, cedo da manhã, até a casa de uma senhora que faz comida no bairro Aeroclube e, depois voltava pra pegar para o almoço”, conta o sargento.

O corpo será velado na Capela São João da Funerária Vargas, a partir das 7h desta terça-feira. O sepultamento será às 11h no Cemitério da localidade de Coxilha Velha.

Na faixa, atenção deve ser redobrada
O sargento Aldo Vinícius Lisboa, comandante do Grupo Rodoviário de Montenegro, lembra que o art. 58 do Código de Trânsito Brasileiro prevê o fluxo de bicicletas em vias urbanas – quando não houver ciclovia – nos bordos da pista de rolamento – , ou seja, no acostamento. A circulação deve ocorrer no mesmo sentido regulamentado para a via. “Entendo que a circulação de bicicletas é legal”, corrobora o sargento. Contudo, mesmo seguindo atentamente ao que diz o CTB, é preciso redobrar a atenção ao se deslocar por esse tipo de local para preservar a própria segurança.

Em 29 de fevereiro deste ano, outro acidente com vítima fatal chocou a comunidade. O fato ocorreu na RSC-287, . O ciclista Juarez Rocha Neto, de 26 anos, foi atingido por um caminhão no acostamento da rodovia, após o veículo de carga ser acertado por uma Saveiro. Juarez morreu na hora. Já o condutor da Saveiro, Eduardo Fernandes Bundchen, faleceu horas mais tarde.

Deixe seu comentário