O corpo foi enterrado em um banhado, o que dificultou a retirada do local. Foto: Polícia Civil de Capela de Santana

O cadáver de um jovem de cerca de 15 anos foi encontrado no final da tarde de quinta-feira, 25, em Capela de Santana. A Polícia Civil recebeu um telefonema informando que um corpo havia sido localizado em um banhado, próximo à Rua A, na Vila Portelinha, e se deslocou até o local.

Conforme a polícia, o local é conhecido por ser de domínio do tráfico de drogas. Cães farejadores auxiliaram policiais civis e militares nas buscas. Conforme a delegada Raquel Peixoto, responsável pela Delegacia de Polícia Civil de Capela, não foi fácil efetuar o resgate do corpo. A ação teve de desenterrar o cadáver contou com o auxílio do Corpo de Bombeiros.

O jovem era conhecido como “Niquinho de Alvorada” e estava ligado ao tráfico de drogas na região. Ele apresentava marcas de golpes de facão e teve o corpo largado em uma vala. A Polícia possui um suspeito pelo crime. O homem chegou a ser detido, mas acabou liberado. Ainda na quinta-feira foram feitas buscas na casa do homem. No local foram encontrados objetos que podem ajudar a elucidar o caso, acredita a delegada. “Ambos estão envolvidos com o tráfico de drogas”, explica Raquel. Apesar do apelido “Niquinho de Alvorada” há indícios de que o jovem morava em Viamão. E que estaria traficando para uma facção, em Capela.

Esse é o quinto corpo encontrado em Capela de Santana, somente neste ano. No dia 15 de abril a Brigada Militar localizou o cadáver de Brenda Ferreira da Silva de 19 anos e de Gracieli Leite, 33. Ambas foram encontradas sem vida por cortadores de mato em uma propriedade particular no interior da cidade. Os corpos foram parcialmente queimados e apresentaram marcas de tiros.

Já no dia 1º de maio, os corpos de dois homens foram abandonados na Estrada Sanga Funda, divisa com Portão. Luiz Alberto Santana Pedroso de 52 anos de idade, e Lucas Dos Santos, 31 anos, estavam com as mãos amarradas para trás e receberam tiros nas cabeças.
Em todos os casos, o tráfico de drogas é apontado como principal suspeita de motivação para os crimes.

Deixe seu comentário