No acidente registrado na BR-386, em Nova Santa Rita, houve três feridos. Todos estavam em um veículo Celta, incluindo um bebê. Fotos: PRF

13 VÍTIMAS perderam a vida em acidentes nesse ano, segundo registros da Operação Viagem Segura do Detran/RS

A 104ª edição da Operação Viagem Segura do Detran/RS, realizada durante o feriadão de Corpus Christi, registrou 13 ocorrências de trânsito com vítimas fatais e 148 com lesões, que resultou num total de 214 feridos. Entre a zero hora de quarta-feira, 19, e a meia-noite de domingo, 23, ocorreram 265 acidentes em todo Estado. O número é alto, mas, ainda é menor do que as ocorrências registradas no ano passado, quando morreram 24 pessoas no local do acidente, e outras seis foram a óbito num período de até 30 dias após o desastre.

Brigada Militar, Comando Rodoviário da BM e Polícia Rodoviária Federal fiscalizaram 37.382 veículos no Rio Grande do Sul. Como resultado foram registradas 15.319 infrações. As polícias também recolheram 775 veículos e 221 carteiras de habilitação irregulares.

Foram realizados 4.867 testes com etilômetro, que resultaram na autuação de 59 condutores, sendo 25 enquadrados como crime e conduzidos a delegacias. Outros 106 condutores que se recusaram a soprar o bafômetro também foram autuados. Todos devem ser penalizados com multa de R$2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por um ano (além da retenção do veículo e do documento).

Em caso de reincidência em um ano, aplica-se a multa em dobro e é instaurado Processo de Cassação do Direito de Dirigir.

álcool e direção

Um dos casos que causou comoção no Estado foi registrado por volta das 05h15min de domingo, dia 23, no quilômetro 328 da BR-386, trecho localizado no município de Marques de Souza. Segundo a PRF, um Citroen C4 de Lajeado transitava no sentido Interior x Capital e colidiu frontalmente em um GM Chevette de Canoas que seguia no sentido contrário.

O motorista do Chevette, 35, morador de Canoas, não resistiu e morreu no local. Três passageiros ainda ficaram feridos no Chevette. Eles foram socorridos pelos Bombeiros de Lajeado e encaminhados pelo Samu ao Hospital Bruno Born de Lajeado.

Uma mulher de 35 anos, um rapaz de 17 anos e o filho do casal, de sete meses, que não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital na manhã dessa segunda-feira, 24, foram as vitimas. Todos da mesma família e moradores de Canoas.

O motorista do Citroen, 42 anos morador de Lajeado, dispensou atendimento médico e recusou-se a realizar o teste de etilômetro. Ele foi preso por homicídio qualificado de trânsito, artigo 302 CTB, parágrafo 3°, agravado pelos visíveis sinais de embriaguez, encaminhado à Polícia Civil de Lajeado onde foi lavrado o flagrante sem direito à fiança.

Na Região do Vale do Caí, um dos casos de embriaguez ao volante, registrados pela Polícia, ocorreu em São Sebastião do Caí. Um motorista bêbado causou um acidente no bairro Vila Rica, na noite do sábado, 22. Por volta das 23h, o condutor, que dirigia um Fiat Uno, bateu na traseira de um Voyage que havia reduzido a velocidade para passar por uma lombada eletrônica. A colisão chamou a atenção da Brigada Militar, que estava pelas proximidades realizando policiamento ostensivo.

As autoridades constataram que o motorista estava sob a influência de álcool, o que foi comprovado pelo teste de bafômetro e levou à sua prisão em flagrante. Ele foi conduzido à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Montenegro, mas foi liberado logo após pagar fiança de R$ 500,00. O homem teve o seu carro e também a CNH apreendidos, levou multa e irá responder a processo na Justiça.

Conforme o Grupo Rodoviário de Montenegro o feriado foi de trânsito calmo nas rodovias da região de cobertura. Houve registro de um acidente, no sábado, 22.

Posto da Polícia Rodoviária Estadual de Montenegro. Foto: PRF
Na BR-386, bebê foi ejetado de carro
Já na segunda-feira, fora da lista dos acidentes contabilizados durante o feriado, uma criança de menos de um ano de vida foi ejetada de dentro do carro pelo pará-brisas, em colisão no quilômetro 433, em Nova Santa Rita.

O menino foi socorrido com vida, mas com sinais de traumatismo. Segundo a mãe, a criança estava na cadeirinha de segurança, que ficou fixada no banco traseiro do veículo.

O acidente, ocorrido por volta das 14h, envolveu três veículos: dois carros e um caminhão. Um Celta seguia sentido interior/ Capital quando uma carreta que vinha atrás, sem guardar a devida distância de segurança, atingiu sua traseira. A condutora do Celta perdeu o controle e invadiu a contra-mão, colidindo num Golf que vinha sentido Capital/ interior.

Uma faixa em cada sentido de direção ficou bloqueada, causando retenção no fluxo. Houve três feridos, todos do Celta, incluindo um bebê de oito meses e uma menina de sete anos, irmã dele, que também estava no do banco traseiro. A mãe da criança, condutora, cortou os pés quando saiu pelo pará-brisa atrás do filho (após o acidente). Todos foram socorridos ao HPS de Canoas com ferimentos.

Deixe seu comentário