Em julho de 2019, um fogão à lenha causou um grave incêndio no bairro Panorama, em Montenegro. Foto: Arquivo Jornal Ibia
Comandante do Corpo de Bombeiros de Montenegro, tenente Glaiton Silva Contreira
Foto: arquivo pessoal

CHEGADA do frio aumenta riscos de incêndios em residências, saiba como se prevenir

Está aberta a temporada das lareiras, aquecedores elétricos e fogões à lenha. Porém, o conforto e aconchego proporionado por eles escondem riscos que podem acabar com o sossego de seus usuários. O comandante do Corpo de Bombeiros de Montenegro, tenente Glaiton Silva Contreira, orienta para cuidados simples que podem evitar incêndios durante o inverno.

No início desta semana, moradores de uma residência localizada na rua Capitão Porfírio levaram um susto ao usar a lareira para se aquecer. O calor irradiado pela chaminé provocou chamas em uma manta térmica e se espalhou pelo telhado. Os bombeiros foram acionados e conseguiram evitar a propagação do fogo. O caso foi registrado como um princípio de incêndio, mas em outras ocorrências, nem sempre dá tempo de conter as chamas. Por isso é preciso estar atento para evitar riscos.

O comandante Contreira pede que a população tenha cuidado e lista uma série de orientações – leia no Box abaixo – que são úteis para evitar problemas. Além disso, pede para que a população evite provocar outros tipos de incêndios, que acabam atrapalhando o trabalho dos Bombeiros, como é o caso da queima de lixo. “Quando o chamado é longe, leva muito tempo para ir e voltar. E às vezes, perdemos tempo com algo que não tem tanta importância, e outros locais mais críticos ficam à espera”, explica o bombeiro.

Cuidados para prevenir incêndios
– Não una todas as ligações elétricas em um único circuito. Muitos aparelhos em uma só tomada aumentam o risco de curto. Fios desencapados devem ser substituídos ou isolados devidamente;
– mantenha materiais combustíveis distantes do fogão;
– não use cinzeiros como lixo. Papéis, plásticos e outros materiais podem pegar fogo no momento de apagar o cigarro;
– não deixe velas acesas perto de cortinas, papéis, roupa de cama nem de nenhuma espécie de tecido. São materiais que queimam com muita facilidade e rapidez;
– caso sinta cheiro de gás em sua casa, pode ser um vazamento. Não acenda fósforos, isqueiros ou maçaricos e evite também acender e apagar luzes. Chame os bombeiros e, caso seja possível, retire o botijão do local;
– nunca deixe ferros de passar ligados muito tempo sem uso. Depois do uso, verifique se o ferro está fora da tomada;
– deixe produtos inflamáveis, isqueiros e fósforos fora do alcance de crianças;
– quando lareiras são acesas, mesmo após serem apagadas, a brasa pode queimar novamente e iniciar um incêndio. Mantenha tapetes e tecidos distantes.

Ações marcam Dia do Bombeiro
O mês de julho é marcado por uma data em homenagem aos profissionais que dedicam suas vidas a cuidar da segurança da sociedade. Nessa quinta-feira, dia 2, é celebrado o Dia Nacional do Bombeiro.
A escolha desta data é uma homenagem à criação do Corpo Provisório de Bombeiros da Corte, inaugurado em 1856, no Rio de Janeiro, sob o comando do major João Batista de Morais Antas. Oficialmente, o dia do bombeiro brasileiro foi instituído através do decreto-lei nº 35.309, de 2 de abril de 1954. A mesma lei definiu a realização anual da Semana de Prevenção Contra Incêndios.

Em comemoração à data, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado (CBMRS) promove a Semana Nacional da Prevenção Contra Incêndio e Pânico desde o dia 29 de junho e encerrando no dia 3 de julho. A semana de eventos tem como objetivos divulgar o trabalho do bombeiro militar e fortalecer o vínculo entre a instituição e a sociedade,
Através de lives do Instagram Oficial do CBMRS (@cbmrsoficial) e no YouTube (CBMRS Canal Oficial) são abordados assuntos como Segurança e Proteção Contra Incêndio, Tática de Combate ao Fogo, Salvamento e Resgate Vertical, Abordagem Técnica à tentativa de Suicídio, Produtos Perigosos e Salvamento Veicular.

Deixe seu comentário