Turma de alunos-soldados foi recebida em São Sebastião do Caí, na última sexta-feira, dia 4. Foto: BM Caí

168 alunos estão atuando em 9 pelotões desde a última sexta-feira

Os efetivos da Brigada Militar (BM) do Vale do Caí e Triunfo contam com reforços. Desde a última sexta-feira, dia 4, 168 alunos-soldados da Escola de Formação e Especialização de Soldados da BM (EsFES), de Montenegro, estão atuando em 9 pelotões da região. A chegada dos futuros policiais às ruas faz parte do processo de formação do curso para PM.

Conforme o subdiretor do Departamento de Ensino da Brigada Militar, tenente-coronel Carlos Augusto Gomes Rodrigues, nesta etapa, os alunos-soldados devem cumprir 40 horas/aulas de atividades supervisionadas. “Essa é a primeira experiência dos alunos com a atividade operacional de Policiamento Ostensivo. Buscamos com tal atividade propiciar uma familiarização e preparação do aluno para o enfrentamento dos diversos tipos de ocorrências policiais que virão a enfrentar durante sua carreira”, explica o subdiretor.

A atuação ocorre nos municípios da área do Comando Regional de Policiamento Ostensivo do Vale do Caí (CRPO/VC): Montenegro, São José do Sul, Salvador do Sul, São Sebastião do Caí, Feliz e Triunfo. Para o tenente-coronel Rodrigues, o aporte de efetivo junto às comunidades atingidas durante o estágio repercute de forma significativa.

Formação em meio à pandemia
As aulas do módulo dois do curso de soldados teve início no dia 14 de agosto, e serão encerradas em quatro de novembro. Logo na segunda semana de aulas, 10 alunos-soldados testaram positivo para o novo coronavírus.

Segundo o diretor do Departamento de Ensino da BM, coronel Marcus Vinícius Gonçalves Oliveira, os contaminados não manifestaram sintomas graves, e foram isolados do restante da turma, até receber alta médica. Para o diretor, não é possível identificar onde ocorreu a exposição dos alunos ao vírus. Isso por que, a maioria, mora em casas alugadas, ou seja, tem contato com pessoas de fora da escola, vai a supermercados e comércio em geral.

Para evitar a propagação do vírus, além dos cuidados estabelecidos por protocolos, como distanciamento em sala de aula e alojamento, a escolas passou por processos de sanitização. De 21 a 27 de agosto, as aulas foram suspensas para desinfecção dos ambientes.

Deixe seu comentário