Governador José Ivo Sartori assinou o decreto nesta quinta-feira, em ato realizado no Palácio Piratini. Foto: Luiz Chaves/Palácio Piratini

Segurança. Decreto também cria Centros Integrados de Operações e Emergências, um deles em Montenegro

O Governo do Estado passou a ter, desde quinta-feira, dia 20, apenas um número telefônico para todos os serviços de emergência. A unificação das centrais de atendimento faz parte do decreto assinado pelo governador José Ivo Sartori, que cria os 31 Centros Integrados de Operações e Emergências (CIOPEs). Montenegro está entre os municípios contemplados.

O Rio Grande do Sul será o primeiro a adotar o padrão, vigente em países como Estados Unidos e Canadá (911) e também na União Europeia (112). A ação faz parte dos eixos estratégicos do Sistema de Segurança Integrada com Municípios (SIM/RS). Em um primeiro momento, os números de emergência conhecidos pela população serão mantidos, porém todos serão recebidos em uma mesma central. Após o período de centralização dos serviços, terá início a publicização do número único.

Hoje, estão ativos 12 números de emergência no Brasil: 100, 153, 180, 181, 190, 191, 192, 193, 194, 197, 198 e 199. A Secretaria da Segurança Pública (SSP) estabeleceu o 190 como o telefone principal de emergências no Rio Grande do Sul, contemplando os serviços do 193 (Corpo de Bombeiros Militar) e do 197 (Polícia Civil). A iniciativa deixa aberta a possibilidade para a integração, dos trabalhos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU – 192) e de outras instituições. Além de evitar uma possível confusão por parte do cidadão, a central também permite uma melhor distribuição de equipes, agilizando o atendimento à ocorrência.

O secretário da Segurança Pública, Cezar Schirmer, destacou a compreensão das corporações da necessidade de otimização do atendimento de emergência. “As instituições estão conscientes de que um sistema de segurança que funciona de forma integrada precisa facilitar a vida do cidadão. Este é um passo decisivo para a melhoria da prestação dos serviços”, afirma.

Videomonitoramento regionalizado
O Estado contará com 31 centrais regionais de videomonitoramento, interligadas com a SSP. Os CIOPEs são centrais únicas de despacho e atendimento de ocorrências urgentes ou emergenciais, com atuação regional, vinculadas à SSP. Eles atuarão sob a coordenação do Departamento de Comando e Controle Integrado (DCCI).

A intenção da SSP é que os sistemas de videomonitoramento do interior estejam interligados às 31 centrais regionais, que espelharão as imagens captadas pelas câmeras no DCCI.

Dessa forma, será possível deslocar efetivo de outras localidades, em caso de necessidade de reforço policial. Além de Montenegro, os CIOPEs serão instalados nos municípios de Bagé, Bento Gonçalves, Cachoeira do Sul, Canoas, Capão da Canoa, Caxias do Sul, Charqueadas, Cruz Alta, Erechim, Frederico Westphalen, Gramado, Guaíba, Lajeado, Novo Hamburgo, Osório, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Rio Grande, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Santa Rosa, Sant’Ana do Livramento, Santo Ângelo, Santiago, São Luiz Gonzaga, Soledade, Uruguaiana e Vacaria.

Deixe seu comentário