O ministro da educação garante que nenhum estudante do Rio Grande do Sul foi afetado pelo erro. Foto: reprodução internet

Quem fez o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e tem interesse em concorrer a vagas em universidades públicas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) terá mais dois dias de prazo. A inscrição estará aberta até domingo, 26. O prazo foi ampliado por causa das falhas ocorridas na correção de algumas provas do Enem. O anúncio foi feito pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub.

O ministro afirmou que as inconsistências ocorreram em menos de 6 mil provas. Segundo Weintraub, os problemas não atingiram estudantes do Rio Grande do Sul, ficando concentrados em quatro cidades: Alagoinhas, na Bahia, e Ituiutaba, Iturama e Viçosa, em Minas Gerais, no segundo dia de exame. “O problema basicamente foi na hora da impressão, que a máquina pulou. Então foi um problema com a impressão da prova. Não foi na hora de contabilizar. A pessoa praticamente tem uma nota inteira da segunda prova negativada,” disse Weintraub.

Na prática, porém, percebe-se uma grande insatisfação em estudantes de todo país, que colocam em dúvida os resultados das provas. O ministro pediu desculpas pelo ocorrido e garantiu que as inscrições para o Sisu ocorrerão sem problemas.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019, informou que os erros de correção da prova foram revistos. Segundo o Inep, as notas revisadas estão disponíveis na página do candidato. O anúncio foi feito pelo presidente do Inep, Alexandre Lopes, no início da noite desta segunda-feira, 21, em entrevista coletiva, para divulgar os resultados do trabalho realizado pela força-tarefa criada para resolver o problema. De acordo com Lopes, 5.974 participantes tiveram notas com inconsistências – o número representa 0,15% do total de participantes, cerca de 3,9 milhões.

Deixe seu comentário