Com Fóruns, cada instituição de ensino apresentou às colegas o trabalho que vem realizando durante o ano

Eventos anuais da rede municipal de ensino, com várias ações, estão ocorrendo desde quarta e terminam hoje

A abertura do evento, na quarta-feira, teve uma atividade conduzida pelo mestre em psicologia e espiritualidade, Jorge Antônio Trevisol

Acontece em Montenegro, esta semana, o 38º Encontro Municipal de Educação e o 17º Encontro Nacional de Educação. Em conjunto, os dois eventos envolvem todos os professores da rede municipal de ensino, em fóruns, palestras e oficinas de capacitação e troca de experiências dentro do projeto de formação continuada dos educadores. Os encontros foram abertos na noite de quarta-feira (18), seguiram ontem (19) e vão até o final da tarde de hoje (20).

“É bem pela formação do professor. Durante o ano, acontecem alguns eventos da formação continuada, mas com grupos menores. Esse é o único que envolve toda a rede. Fecha tudo e se pára para pensar”, explica a secretária municipal de Educação e Cultura, Rita Carneiro Fleck. Os encontros sempre ocorrem no mês de julho, durante o recesso escolar do Ensino Fundamental. Como a Educação Infantil também participa, mas sem o recesso, os alunos seguem sob os cuidados das assistentes para que ocorram as formações.

Com 38 anos de Encontro Municipal, há 17 anos passou a existir o também “Nacional”, quando o município decidiu por convidar palestrantes de fora para as capacitações. Nesta edição, um deles foi o professor Jorge Antônio Trevisol que, com mestrado em psicologia e espiritualidade em uma universidade italiana, proferiu a palestra de abertura, na quarta, com o tema “o ser humano e a interiorização com o meio ambiente”.

“É PELA formação do professor”, define a secretária de
Educação, Rita
Carneiro Fleck

“Nossa ideia foi começar trazendo uma palestra sobre a pessoa do professor”, comenta a secretária Rita sobre a atividade que reuniu cerca de 600 educadores no Clube Grêmio Gaúcho para uma solenidade marcada por muita música e descontração. Como um todo, o evento é uma organização da Prefeitura, com apoio da Unisc, da Hexion, da Faders, do Sesi e do Grêmio Gaúcho. As demais atividades ocorreram divididas em diferentes espaços.

Escolas também puderam mostrar os trabalhos realizados

Na manhã e na tarde de ontem, as atividades dos encontros ocorreram, em paralelo, no Sesi, na Unisc e no Teatro Therezinha Petry Cardona. Em cada local, uma especialista palestrou sobre um tema diferente. Educação sexual, cultura indígena, cultura afrobrasileira e cultura de paz foram as temáticas abordadas junto aos participantes. Após as falas, ocorreram os “Fóruns das Escolas”.

“É para as escolas mostrarem no que estão trabalhando”, explica a secretária de Educação. “Nós sempre temos um tema geral, que, neste ano, é o ‘Escola em Movimento: territorialidade, identidade e comprometimento’. Então, as escolas trabalham com essa temática durante o ano e trazem no Fórum como isso está sendo trabalhado. O que elas apresentam ali vai culminar no que é apresentado na FeRural e na FeUrbana”, ressalta Rita.

Na oportunidade, as instituições colocaram os seus projetos e aproveitaram para trocar ideias e sugestões com as colegas de outras escolas. Muitas mostraram atividades práticas que realizam em sala de aula e, para isso, contaram com a participação de seus alunos.

Por turno, cada local que recebeu o Encontro de Educação contou com a participação de cinco instituições de ensino da rede pública municipal.

Hoje é dia de discutir a BNCC

No Teatro Therezinha Petry Cardona, ocorreu ontem uma palestra sobre cultura afrobrasileira, coordenada pela psicóloga Letícia Santos. foto: Acom/Prefeitura de Montenegro

A Base Nacional Curricular Comum (BNCC) será o principal foco de discussão dos Encontros nesta sexta-feira (20). A Base é o documento que, em linhas gerais, define o que os alunos devem aprender a cada ano e traz algumas mudanças, como a obrigação de o aluno estar plenamente alfabetizado já no segundo ano do Fundamental.

Valendo a partir de 2020, duas palestras com a professora Dirléia Fanfa Sarmento abordarão as novidades. A primeira, de manhã, no Clube Grêmio Gaúcho; e a segunda, de tarde, no Teatro Therezinha Petry Cardona. A educadora – com pós doutorado em Ciências da Educação por uma universidade portuguesa – vai abordar a preparação necessária diante das alterações no ensino. Em paralelo, um grupo de estudos do município estará se encontrando na EMEF Dr. Walter Belian, para também debater a Base.

Deixe seu comentário