Oficina de Histórias em Quadrinhos possibilitou aos alunos colocarem a imaginação no papel

Atividade faz parte do projeto Eco Boneco

O Projeto Cultural Eco Boneco entra em uma nova etapa esta semana em Montenegro. 34 alunos da EMEF José Pedro Steigleder, divididos em duas turmas, estão tendo a oportunidade de participar de oficinas de bonecos e histórias em quadrinhos, com atividades diárias entre segunda e sexta-feira, no turno da tarde. Já os professores poderão participar de uma capacitação para o trabalho com arte em sala de aula, que inicia na sexta-feira, 8. A programação tem como objetivo chamar a atenção para valores sustentáveis, como a preservação da vida e do meio ambiente.

Bruno Kraemer de Araújo, aluno do 8º ano, conta que a oficina está sendo a oportunidade de aprender mais sobre as técnicas de desenho. “Eu estou melhorando, já evoluí do boneco de palito”, conta o jovem animado. Para Bruno, a atividade também é interessante porque proporciona conteúdos novos. “Estou achando legal a experiência, eu acho interessante porque eu gosto bastante de histórias em quadrinhos em geral, então está sendo legal passar o tempo com uma coisa nova”, declara.

Criação de personagens com materiais recicláveis também foi trabalhada

Já Rafaela Cardoso da Silva, aluna do 6º ano, que também participa da oficina de histórias em quadrinhos, destaca que além de aprimorar as habilidades com o desenho, a atividade está servindo para colocar no papel aquilo que antes estava só na imaginação. “Eu estou achando muito legal conseguir aprimorar o que a gente cria na imaginação e conseguir criar uma história”, diz a jovem.

O artista e comunicador visual Elias Ramires Monteiro é o responsável por ministrar a oficina de histórias em quadrinhos. Para ele, a atividade é a oportunidade de as crianças produzirem o seu próprio quadrinho. “Eu aprendo com eles, porque cada um traz, de uma maneira ou de outra, o seu jeito de desenhar. Então eu tento harmonizar o que eu conheço de desenho com a experiência deles”, afirma Elias.

Cátia Lindemann, bibliotecária e artista plástica, é quem ministra a oficina de bonecos. Ela destaca que a ideia é trabalhar com os alunos a criação de histórias e personagens a partir de materiais recicláveis. “A ideia é mostrar pra essa molecada que é possível eu pegar o meu lixo e transformar em arte, em uma arte lúdica que possa também incentivar a formação de leitores. Então eu pego o que iria pro lixo, transformo em arte, numa arte que eu possa contar histórias”, diz Cátia.

As oficinas finalizam na sexta-feira, 12, com uma apresentação dos trabalhos realizados pelos alunos. A iniciativa é promovida pelo Grupo Pregando Peça, com produção da LC Vilanova Projetos Culturais. O projeto é financiado com recursos do Pró-Cultura RS, do Governo do Estado, com patrocínio da Braskem. Além de Montenegro, o Eco Boneco está sendo realizado em Triunfo, Nova Santa Rita e Rio Grande.

Deixe seu comentário