No segmento de aves, bons resultados em 2018 fizeram a Vibra subir doze posições no ranking, em comparação com os números do ano anterior. CRÉDITO – FOTO: VIBRA/DIVULGAÇÃO

Em mais um ano, as montenegrinas Vibra e Tanac figuram entre as 500 maiores empresas da Região Sul do Brasil. O ranking é construído anualmente pela Revista Amanhã e pelo PwC Brasil, que usa os dados financeiros das organizações para traçar a “radiografia empresarial da região”. A lista divulgada recentemente tem por base as informações do ano de 2018.

Com um patrimônio líquido de mais de R$ 334 milhões, a Vibra subiu doze posições na relação das “maiores”. Estava em 114º no ano anterior e, agora, entrou no lugar 102. Já a Tanac caiu duas posições, das 240ª para a 242º, com um patrimônio líquido de R$ 146,87 milhões. Pela região, destaque também para a Conservas Oderich, de São Sebastião do Caí, que ficou na posição de número 246.

Para definir as colocações, a Amanhã e o PwC fazem o cálculo do Valor Ponderado de Grandeza, o VPG. Esse índice foi pensado para representar a saúde financeira da empresa, considerando a ponderação de três indicadores financeiros: patrimônio líquido (50%), receita líquida (40%) e lucro líquido ou prejuízo (10%). Nesse sentido, o VPG da Vibra foi calculado em 703,76; e o da Tanac em 245,26.

Deixe seu comentário