Consumo consciente e ganho ambiental: a embalagem dos produtos da linha nat. Verde é 100% reciclável Foto: Grupo Vibra/Divulgação

Mais saudável. Sistema inovador resultou em uma carne mais macia e com maior duração para o consumidor

Com sede em Montenegro, o Grupo Vibra anunciou ao mercado que vai ampliar a distribuição da linha “Verde” dos produtos da marca nat. para quatro estados brasileiros. Até então à venda apenas no Rio Grande do Sul, o mix de carnes passará a ser encontrado ainda este mês também em Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Essa família de alimentos — cortes de frango resfriados — chega às prateleiras dos supermercados com um conceito de maior valor agregado. Seus inovadores sistemas de produção e embalagem têm como propósito oferecer uma alimentação mais saudável.

Depois de dois anos de pesquisas, testes e investimentos na adaptação da planta de produção em Pato Branco, no Paraná, o grupo lançou no mercado gaúcho a linha Verde para atender ao público preocupado em ingerir carne branca mais saudável. Esse frango é criado e alimentado com rotinas diferenciadas. Vive em granjas exclusivas de “elevado índice técnico”, diz a empresa. Isso significa que o número de animais é pelo menos 50% inferior ao permitido pela legislação, o que garante a eles bem-estar.

Além disso, conforme o Vibra, os aviários possuem temperatura e umidade adequadas, água tratada e controle de fluxo de pessoas. Outro cuidado está na alimentação. A ração é 100% vegetal, ou seja, não possui proteína animal, como no sistema tradicional de produção, e isso garante mais maciez e leveza à carne. A companhia produz as suas próprias rações, inclusive em uma unidade em Montenegro. Além disso, o frango não recebe antibióticos terapêuticos. Em caso de doença, ele é remanejado para os lotes normais. Vale lembrar que nenhum dos sistemas traz aplicação de hormônio, porque a legislação brasileira proíbe.

A linha mais saudável inova, ainda, na embalagem, que utiliza a “atmosfera controlada”. A tecnologia, pioneira no setor avícola brasileiro, foi lançada no ano passado com o intuito de assegurar uma conservação mais longa da carne (13 dias, enquanto no método tradicional é de sete a nove), preservando a cor, a textura e a maciez por mais tempo, sem adição de produtos químicos ou conservantes. Soma-se a isso a bandeja 100% reciclável.

Em entrevista à imprensa, o gerente de marketing, Tiago Püttem, destacou que a empresa percebeu que existe uma demanda de mercado para a proposta da linha. “São consumidores cada vez mais interessados em uma alimentação mais saudável e atentos à origem, aos processos de produção e à conservação dos alimentos.”

Com relação a investimentos, ele disse que foram R$ 10 milhões no desenvolvimento da linha Verde. Mesma quantia deve ser injetada nos próximos dois anos para fazer frente às novas demandas.

Conheça a linha nat. Verde
Produto exclusivo desenvolvido pelo Grupo Vibra, o frango da linha Verde tem seis opções de corte em embalagens de 700g: coxinha da asa, filezinho sassami, filé de peito, filé da coxa e sobrecoxa, sobrecoxa e meio da asa. Especialistas em Nutrição orientam o consumo deste tipo de carne branca em detrimento da vermelha por ser menos gordurosa e ter um bom valor nutricional.

saiba mais
O Grupo Vibra está entre as três indústrias do segmento, no País, que possui o controle total da cadeia de produção, o que inclui granjas, incubatórios, laboratórios, fábricas de ração e frigoríficos. Esse criterioso trabalho de manejo no campo e bem-estar animal, assim como o desenvolvimento de rações à base vegetal (específicas para atender às necessidades de cada uma das cinco fases de crescimento do frango), é parte fundamental do resultado final de todo um processo de excelência.

Além de adotar o conjunto de normas de biossegurança controlado e aprovado pelo Serviço de Inspeção Federal (SIF) do Ministério da Agricultura, o grupo possui 22 programas de qualidade em cada frigorífico. O investimento contínuo em processos de excelência em todas as etapas da produção tornou o Vibra reconhecido como a 14ª empresa mais inovadora do Sul do País e a 1ª no segmento, segundo a Revista Amanhã.

Deixe seu comentário