Foto: Divulgação Sicredi

O Dia Internacional das Cooperativas de Crédito (DICC), celebrado mundialmente este ano no dia 15 de outubro, foi celebrado pelo Sicredi. Pioneira do cooperativismo de crédito no Brasil, a institui financeira, atua pautada nos valores da cooperação, promovendo a melhoria da qualidade de vida, por meio do fomento da geração de recursos, através da oferta de serviços financeiros com taxas jutas e pelo incentivo e desenvolvimento de ações de cunho social. Além disso, todos os recursos gerados pela instituição são reinvestidos em sua própria região de atuação, contribuindo assim com o fortalecimento da economia local.

O presidente da Sicredi Ouro Branco RS – cooperativa integrante do Sistema Sicredi, com sede e Teutônia -, Neori Ernani Abel, destaca a importância do cooperativismo como catalisador do desenvolvimento local. “Os recursos que circulam no Sicredi são revertidos em desenvolvimento para a região, oportunizando a geração de renda e movimentando a economia. Esse ciclo virtuoso demonstra que o cooperativismo de crédito é um modelo de organização econômica da sociedade muito eficiente e está em plena expansão”.

O cooperativismo de crédito

No Brasil, o cooperativismo de crédito já conta com cerca de 10,9 milhões de associados, segundo o Panorama do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo 2019 feito pelo Banco Central do Brasil. Os associados estão distribuídos em 873 cooperativas de crédito e contam atualmente com mais de 6 mil pontos de atendimento pelo país.

Em 2019, de acordo com o BC, as cooperativas de crédito somaram R$ 306 bilhões em operações de crédito, R$ 274 bilhões em ativos totais e R$ 204 bilhões em captações.Já no panorama global, o cooperativismo de crédito está presente em 118 países, segundo último estudo do Conselho Mundial de Cooperativas de Crédito. Ao todo, são 85,4 mil cooperativas de crédito e 274,2 milhões de associados. As cooperativas somam U$ 2,19 trilhões em ativos, U$ 1,8 trilhão em depósitos e U$ 1,6 trilhão em empréstimos.

Deixe seu comentário