Consultorias são online, individuais e personalizadas para cada empresário. FOTO: FREEPIK

EM BOA HORA. Quatro prefeituras do Vale do Caí já confirmaram adesão

As prefeituras de Bom Princípio, Brochier, Maratá e Tupandi já aderiram ao Programa de Desenvolvimento Municipal do Sebrae RS. Segundo a entidade, tratativas avançam para a adesão, também, de Alto Feliz, Montenegro, São José do Sul, São Sebastião do Caí e São Vendelino. Dentro do programa, as administrações municipais vão subsidiar a contratação de consultorias do Sebrae focadas em impulsionar os negócios das micro e pequenas empresas em meio a crise gerada pela pandemia do coronavírus.

“A gente sabe que no momento que os empresários estão vivendo, eles precisam de muita ajuda. É nisso que nós estamos engajados”, destaca o técnico regional da entidade no Vale do Caí, Leonardo da Conceição, entrevistado da Rádio Ibiá Web dessa quinta-feira.

100% custeadas pelas prefeituras, são quatro as consultorias ofertadas. Elas ocorrem de forma online e são individuais e personalizadas para cada pequeno empresário. Atendem, segundo Conceição, às principais demandas dos empreendedores, de acordo com as pesquisas de mercado conduzidas quinzenalmente pelo Sebrae.

“Foram mensuradas quatro soluções”, explica o técnico. “Uma delas é consultoria de fluxo de caixa, que trabalha toda a organização financeira da micro e pequena empresa, sobre necessidade de capital de giro. A outra consultoria trabalha a parte de modelagem de negócio, como o exemplo dos restaurantes que serviam buffet e tiveram que mudar rapidamente a sua estrutura para um delivery. A remodelagem é fundamental no pequeno negócio e de 20 a 30% deles ainda não conseguiram se readequar em função do momento.”

“A terceira consultoria é composta de acesso a novos mercados”, continua Conceição. “Ela vai auxiliar essa empresa a procurar novos segmentos ou novas oportunidades. E também temos a consultoria de marketing digital, que é uma das mais procuradas. Nós sabemos que o empresário, por ser sozinho, muitas vezes tem dificuldade de trabalhar o marketing; então tem necessidade de conhecer soluções do digital e trabalhar as redes sociais.”

Nos municípios que já fizeram a adesão, o interessado pode buscar a Sala do Empreendedor ou a Prefeitura para manifestar o interesse e ser direcionado aos técnicos do Sebrae. Sobre Montenegro, o técnico regional adianta, ainda estão sendo alinhados alguns pontos junto a secretaria de Indústria e Comércio e entidades representativas do empresariado local. A negociação é por cinquenta vagas para atender empreendimentos montenegrinos do Comércio, Serviços e Indústria.

Deixe seu comentário