Representantes do Sebrae vieram entregar o Selo à equipe que atua na Sala do Empreendedor

Iniciativa foi criada pela Prefeitura de Montenegro para auxiliar os empreendedores locais

A Sala do Empreendedor de Montenegro está entre as oito iniciativas do tipo que possuem Selo Prata no Estado, certificada pelo Sebrae-RS. E isso em tempo recorde, visto que o espaço foi aberto ainda no mês de junho, seis meses antes do reconhecimento. Já mirando no Ouro, a equipe responsável prepara novidades para 2020.

A Sala foi pensada para auxiliar os empreendedores do Município. Tem uma série de atendimentos. Destaque para os plantões semanais, quando, nas tardes de quarta-feira, Corpo de Bombeiros, Meio Ambiente, Vigilância Sanitária, Fiscalização Tributária e Secretaria de Obras se juntam no local para atender e orientar a comunidade.

Sem precisar ir a diferentes prédios e órgãos para cumprir as obrigações legais de sua empresa, o empresário tem, na Sala, uma ferramenta para driblar a burocracia. É um incentivo para a abertura de novos negócios que chamou a atenção do Sebrae-RS.

Secretária municipal de Indústria e Comércio, Cristiane Gehrke é a responsável pela Sala do Empreender

“O que nós queremos é a qualidade dessas salas pelo Estado, com o maior número de serviços que a população precisa”, comentou a analista de articulação territorial da entidade, Paula Nicolini. Ela esteve no Município na última semana, acompanhando a entrega do Selo à iniciativa local. “Montenegro está de parabéns!”, destacou.

Paula recorda que o Sebrae não tinha, até o ano passado, uma forma de medir a qualidade das salas. Então, buscou parceria com a Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) para criar um sistema de certificação. Uma série de itens passaram a ser medidos, através de um questionário que foi aplicado nos 88 espaços que estavam inscritos na seleção em que Montenegro foi reconhecido.

Alvará online será próximo passo
28 Salas do Empreendedor pelo Rio Grande do Sul tem o Selo Bronze. No topo da pirâmide, com o Ouro, são apenas sete. A mais próxima é a do município de Nova Santa Rita.

Mas engana-se que a ainda jovem iniciativa montenegrina está longe do topo. Faltam poucos serviços a serem adicionados para a conquista do Selo maior. E as tratativas para isso estão andando, em prol de um atendimento ainda melhor para a comunidade.

Já com o espaço coworking e o atendimento online, via e-mail e redes sociais da Prefeitura, uma das adequações necessárias é a implantação do alvará online em Montenegro. Por meio da funcionalidade, o empreendedor poderá acessar um sistema e imprimir sua autorização para operação.

Hoje, os alvarás já são emitidos com QR-Code, o que é meio caminho andado, mas segundo a secretária municipal de Indústria e Comércio, Cristiane Gehrke, ainda precisa ser organizado um sistema; e operacionalizada a fiscalização, para que os fiscais tenham a ferramenta de leitura destes códigos digitais. Isso já vem sendo tratado junto do setor de TI do Município.

A segunda adequação é o oferecimento de consultoria jurídica aos empresários, serviço que, de acordo com os critérios do Sebrae, precisam ser oferecidos através de uma parceria externa. Cristiane conta que está em conversas com a Unisc para viabilizar esse acordo a partir da cessão de estagiários do curso de Direito do campus local. Dessas conversas, também já surgiu a ideia de o curso promover palestras mensais da área, com temas jurídicos pertinentes ao empresariado. Novidades no horizonte.

Deixe seu comentário