Imagem ilustrativa. Arquivo Jornal Ibiá.

A Braskem adaptou a fábrica do Polo Petroquímico, em Triunfo, para a produção de um novo produto: uma resina renovável à base de cana-de-açúcar. O item foi desenvolvido em parceria com a empresa norte-americana Allbirds e tem como principais características a flexibilidade, a leveza e a resistência. Na produção, além disso, o dióxido de carbono (CO2) é capturado e fixado, reduzindo a emissão de gases do efeito estufa.

A resina pode ser aplicada em setores como o calçadista, o automotivo e o de transporte. Seu lançamento chega para ampliar o portfólio “I’m green”, da empresa, que já vem se destacando internacionalmente com a criação do “polietileno verde”, o primeiro biopolímero do mundo a ser produzido em escala industrial. Ele também foi produzido no Polo e, hoje, está presente em mais de 150 marcas na Europa, nos Estados Unidos, na Ásia, na África e na América do Sul.

“Com isso, a Braskem reafirma a sua liderança em fabricação sustentável para toda a indústria química”, destacou Joey Zwillinger, co-presidente da Allbirds – empresa parceira na criação da nova resina. “É uma satisfação enorme para a Allbirds se aliar à Braskem para dar vida a essa alternativa incrivelmente sustentável e compartilhá-la com o resto do mundo”, disse. A expansão mais recente da Braskem foi o início de operações em Boston, nos Estados Unidos.

 

 

Deixe seu comentário