pensão por morte, a aposentadoria rural e o auxílio reclusão devem entrar na mira da fiscalização

O governo federal anunciou para os próximos dias o envio de uma Medida Provisória (MP) ao Congresso Nacional para deflagar um “pente-fino” em todos os benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social, o INSS. Entram na mira a pensão por morte, a aposentadoria rural e o auxílio reclusão, entre outros.

Trabalho parecido já vinha sendo realizado pelo governo Temer, resultando em milhares de pagamentos canceladas. A novidade é que a nova MP prevê um pagamento de bônus de R$ 57,50 a técnicos e analistas que identificarem irregularidades em aposentadorias e pensões.

A expectativa é que a medida gere uma economia de mais de R$ 9 bilhões em um ano, o que corresponde a 4,2% do déficit previsto no Regime Geral de Previdência Social. O rombo total do regime passa dos R$ 220 bilhões.

Deixe seu comentário