FOTO: REPRODUÇÃO

Através do site https://www.rs.gov.br/auxilio-emergencial-gaucho-mulheres-chefes-de-familia, mulheres chefes de família poderão consultar se terão direito ao “Auxílio Emergencial Gaúcho”. Os pagamentos iniciam na próxima segunda-feira, dia 17, para auxiliar mulheres provedoras de família carentes inscritas no Cadastro Único do governo federal. São aquelas com cinco ou mais membros familiares, com renda per capita familiar mensal de até R$ 89,00. É pré-requisito que a beneficiária seja responsável pelo sustento de três ou mais filhos e que não tenha sido beneficiada pelo Bolsa Família ou pelo auxílio emergencial federal. Será paga uma parcela única de R$ 800,00.

A consulta ao site, por CPF, vai acusar o direito ao benefício. Se assim for, a beneficiária pode se dirigir até uma agência do Banrisul portando documento de identidade para sacar o auxílio. O período de retirada vai até 10 de agosto. Se o status do site indicar documentação em análise, a chefe de família é orientada a aguardar dois dias e realizar nova consulta. Se o status indicar “não consta registro”, significa que ela não foi contemplada com o auxílio.

Além da disponibilidade de consultar via site, o governo realizará um trabalho de busca ativa por essas mulheres, pois muitas podem não ter acesso a meios digitais. A Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH) enviou ofício aos municípios gaúchos para que ajudem, através dos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), na orientação às mulheres que irão procurar o benefício. O Estado avalia que, no total, esse público deve receber um montante de R$ 6.528.800,00.

Também serão beneficiados com o auxílio, trabalhadores e empresas dos setores de alimentação, alojamento e eventos; os mais afetados pelas restrições impostas para combater a pandemia. A estes, os pagamentos ainda estão sendo operacionalizados. Informações sobre cadastro e formas de recebê-los serão divulgadas ao longo deste mês.

Deixe seu comentário