Os trabalhadores rurais não precisam mais ir aos sindicatos para obter a Declaração de Atividade Rural antes de encaminhar a aposentadoria. Agora, eles devem se dirigir diretamente às agências do Instituto Nacional de Previdência Social (INSS), onde preencherão uma autodeclaração de atividade rural. Todo o trabalho de exame e ratificação do documento será feito pelo próprio INSS. A nova regra vale até 31 de dezembro deste ano, pois, a partir de 2020, as aposentadorias rurais passam a ser concedidas a partir dos dados do Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) – que é abastecido a partir de bases como a do Pronaf. A medida entrou em vigor na quarta-feira, 20.

Deixe seu comentário