Montenegro ocupa a segunda posição na região e 61ª no Estado Foto: Arquivo do Jornal Ibiá

Tupandi mantém liderança no Vale, conforme o levantamento divulgado pela Fundação de Economia e Estatística

Montenegro é a maior cidade do Vale do Caí, mas é a segunda na soma das riquezas. O último Produto Interno Bruto (PIB) por habitante do município é de R$ 44.799,64. O valor, referente a 2015, foi divulgado nesta semana pela Fundação de Economia e Estatística do Rio Grande do Sul (FEE/RS). Tupandi lidera a região com PIB per capita de R$ 96.139,30, maior que o dobro da segunda colocada.

O PIB representa a soma de todos os artigos finais produzidos em um intervalo de tempo, incluindo os bens e serviços consumidos pelas pessoas, empresas e governo. Tupandi vem se destacando nos levantamentos dos últimos anos. Em comparação com o de 2011, quando esse município também liderava a região, o crescimento chega a 89,16%, o maior índice verificado entre os 19 que integram o Vale do Caí. O menor PIB per capita é verificado em Capela de Santana, ficando em R$ 15.925,26 em 2015. Na variação, porém, ele se destaca com aumento de 87,81%, perdendo apenas para a cidade mais rica.

No Estado, o município com maior PIB per capita continua sendo Triunfo, devido às atividades do Polo Petroquímico. Na sequência, destacam-se Pinhal da Serra e Aratiba, ambos pela atividade de geração de energia. Depois, vêm Muitos Capões (produção de soja e milho), Tupandi (fabricação de móveis), Pinhal Grande (geração de energia), André da Rocha (silvicultura e soja), Roque Gonzales (geração de energia), Santa Margarida do Sul (soja) e Capão do Cipó (soja).

Na outra extremidade, os municípios que detêm os menores níveis de renda per capita são Alvorada (R$ 11.353,07), Caraá (R$ 11.408,6), Ametista do Sul (R$ 11.499,03), Barra do Guarita (R$ 11.786,37), Benjamin Constant do Sul (R$ 11.963,48), Dezesseis de Novembro (R$ 12.262,89), Amaral Ferrador (R$ 12.726,95) e Viamão (R$ 12.853,56). Para se ter uma ideia do que esses valores representam, o PIB per capita do Rio Grande do Sul foi de R$ 33.960,36 em 2015.

Deixe seu comentário