Rejane é uma das mais de mil empreendedoras inscritas no portal em sua primeira semana no ar. FOTO: ARQUIVO PESSOAL

ITEM já virou possibilidade de incremento de renda para muita gente

Já eram 1.032 os fabricantes inscritos no Mapa das Máscaras na manhã dessa segunda-feira, 11 de maio. O portal lançado na última quarta-feira, dia 6, é uma iniciativa da empresa montenegrina Dobra. Quase um classificado online. Quem faz máscaras se apresenta, ali, gratuitamente; e quem quer comprar consegue contato direto com o vendedor, com poucos cliques, e também sem custo. “Foi nesse intuito, de conectar quem faz com quem precisa”, define Andressa Gallas, parte da equipe de marketing da Dobra. “Teve muita gente que precisou procurar uma forma de trazer renda pra casa e foi fazer máscaras. Por isso, começamos a procurar alternativas para ajudar.”

Obrigatórias em todo o Estado a partir desta semana, os itens de proteção já eram regra em Montenegro há mais dias. São uma alternativa para minimizar as possibilidades de contágio pelo novo coronavírus; e viraram, sim, oportunidade de negócios para muita gente. “Eu sou costureira e bordadeira; e quando começou a pandemia, o serviço sumiu”, conta a empreendedora Rejane Torres Nunes. “Eu fiquei quase uma semana parada, mas não dá. Resolvi fazer umas máscaras bordadinhas para as minhas netas e deu certo. Comecei a vender e tem dado resultado.”

Focada em atingir mais clientes, ela se inscreveu no Mapa das Máscaras já no fim da semana passada. Lá ela pode ser filtrada, dentre outros vendedores, por localização e proximidade do comprador. O portal detalha preços, estampas, tipo de tecido e permite a postagem de fotos, numa verdadeira vitrine virtual.

E com a oferta crescendo ao lado da demanda, sai na frente quem consegue se diferenciar. Rejane, aos 59 anos de idade, destaca que se sai bem nesse quesito. “Eu faço bordado eletrônico, então a máscara é personalizada. O que a pessoa imaginar, eu posso colocar ali”, resume. Ela relata que muito cliente pede para colocar seu nome. Outros, figuras, como caveiras, personagens de histórias infantis e até o mapa do Rio Grande do Sul.

Mas mesmo para quem não tem experiência no ramo, o portal da Dobra pode ser uma possibilidade. A iniciativa conta com parceria do projeto “Fashion Masks”, que não só ensina a produzir, mas também conta com modalidade de fornecimento de todos os insumos para fabricação das máscaras por preço de custo, dando uma ajuda para quem precisa incrementar a renda em tempos de crise. Se inscrever no Mapa das Máscaras não demanda informação de CNPJ; e o site conta com um chat virtual instantâneo para sanar qualquer dúvida. “Sempre foi a base da Dobra que o nosso produto fosse como uma segunda coisa. Que a primeira fosse um impacto positivo na vida de alguém”, coloca Andressa, do marketing da empresa. “Enquanto a gente puder, de alguma forma, a gente sempre vai procurar ajudar.”

Deixe seu comentário