Fabricação de tratores e máquinas agrícolas foi o segmento que mais se destacou no quinto mês deste ano. FOTOS: JOHN DEERE/DIVULGAÇÃO/ARQUIVO

Demais setores apresentaram estagnação, mostram dados do Caged

Como vem ocorrendo desde julho de 2020, após o impacto inicial da pandemia, Montenegro teve mais um mês de saldo positivo de geração de empregos. O índice do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados de maio, o Caged, foi divulgado pelo Ministério da Economia.

No quinto mês de 2021, as empresas instaladas no Município geraram 117 novos postos de trabalho formal. O número é resultado da diferença entre as 806 contratações do período contra as 689 demissões. É o terceiro melhor resultado deste ano, atrás de janeiro e fevereiro, meses antes do novo fechamento das empresas que vigorou em março com a bandeira preta. Dá sinal de recuperação da economia.

Os dois setores de destaque em maio são os que, há anos, mais empregam na cidade. Primeiro a Indústria, com 61 postos de trabalho criados; e segundo os Serviços, com 54. No setor industrial, os segmentos que mais abriram vagas foram o da fabricação de tratores e máquinas agrícolas, o da fabricação de materiais plásticos e o do curtimento e preparações de couro. Já no setor de prestação de serviços, a criação de vagas foi pulverizada entre vários segmentos, como segurança, educação, tecnologia da informação, transportes, atendimento hospitalar e atividades administrativas.

Para o mês, os demais setores apresentaram relativa estagnação em maio. O Comércio fechou três postos de trabalho, ainda com dificuldade de se recuperar do impacto das semanas com a bandeira preta, que afetou fortemente as lojas. Construção Civil abriu seis postos e Agropecuária fechou um. No acumulado geral de 2021, as empresas de Montenegro criaram 604 vagas de emprego formal.

Seguro-desemprego
Nos primeiros cinco meses de 2021, o encaminhamento de seguro-desemprego em Montenegro também diminuiu. Foram 1.035 solicitações feitas contra 1.326 no mesmo período do ano passado, quando a paralisação das atividades em função da pandemia pesou mais na Economia. Em comparação, no mesmo período de 2019, foram 1.129 encaminhamentos de seguro feitos.

Deixe seu comentário