Schneider já esteve no cargo entre 2001 e 2005. FOTO: CULTIVO/COMUNICAÇÃO RURAL

O novo Conselho Administrativo da Cooperativa dos Citricultores do Vale do Caí (Ecocitrus) tomou posse com Pedro Francisco Schneider como presidente. A nova equipe é formada, ainda, por Adilson Schultz como vice-presidente, Sérgio Herbert como tesoureiro e Renato Schommer como secretário. Os vogais são Alison Kranz, Gilmar Kinzel e Francisco Erbes. O grupo destacou como meta dar mais ênfase à comunicação com a base da cooperativa: os agricultores e agricultoras familiares. A eleição ocorreu em 11 de março, em assembleia realizada online por conta das restrições impostas pela pandemia.

O novo presidente é sócio-fundador da Ecocitrus e já esteve no cargo entre 2001 e 2005. Também foi tesoureiro e membro do Conselho Fiscal três vezes. No passado, Schneider foi presidente do Sindicato de Trabalhadores Rurais de Harmonia e coordenador do Fórum da Agricultura Familiar do Vale do Caí em 1998. Ele destaca que a organização em grupo é uma das formas mais efetivas de os agricultores avançarem, sobretudo diante de cenários que exigem mais união e que reforçam a importância do cooperativismo. “Nós precisamos manter o grupo unido para garantir estabilidade diante dos desafios”, pondera, citando os altos custos de produção, a inflação crescente e o cenário de pandemia.

O novo conselho administrativo da Ecocitrus permanece até março de 2023. A entidade também renovou parte do Conselho Fiscal, conforme prevê o estatuto, elegendo Antonio Bays, Décio Nonnemacher e Paulo Reichert como titulares, e Flávio Mendel, Daniel Marx e Milton Bertotto como suplentes.

Deixe seu comentário