Projetos transformadores e soluções sustentáveis encontram no Centro de Tecnologia e Inovação da Braskem, no Polo Petroquímico de Triunfo, o ambiente ideal para o seu desenvolvimento. Referência internacional como um dos principais centros de pesquisa em polímeros das Américas, o CT&I é o berço de inovação da Braskem e peça-chave na crença da empresa de que investir no avanço da tecnologia será, cada vez mais, o caminho central na busca por um futuro mais sustentável.

Em seu dia a dia, o centro cria e avalia o desempenho de soluções sustentáveis e inovadoras da química e do plástico da Braskem para diferentes setores, como agronegócio, embalagens, construção civil e automotivo. Mais de 400 clientes já buscaram o CT&I para testar e aprimorar seus produtos.

É por isso que, prestes a completar 20 anos em 2022, o CT&I está concluindo um investimento de mais de R$ 50 milhões na sua expansão. A nova instalação contará com equipamentos de última geração, ferramentas digitais, automação, robótica e big data para que os pesquisadores possam se dedicar aos processos mais complexos de planejamento e análise de resultados. Em paralelo, o CT&I vem investindo em automação e robotização. Um robô colaborativo apoia os integrantes em tarefas repetitivas e é responsável pelos ensaios de propriedades mecânicas.Já o robô virtual (RPA – RoboticProcess Automation), por exemplo, é o responsável pelo processo de interpretação e envio de resultados de alguns ensaios e análises, reduzindo o tempo de entrega do resultado para o solicitante.

A estrutura do CT&I
− Laboratório Analítico: atua com a parte química a partir de cinco laboratórios: cromatografia, microscopia, reologia, caracterização de polímeros e ensaios químicos de polímeros.

− Laboratório de Aplicação: dispõe dos laboratórios de polímeros especiais,processamento, laboratório de granulação e laboratório de ensaios físicos.

– Laboratórios de Catálise: focados no desenvolvimento de catalisadores para polimerização e processos químicos, bem como suportes às unidades industriais. Possuem a estrutura para síntese, caracterização e teste de catalisadores.
– Laboratórios de Caracterização Avançada de Materiais: utilizam equipamentos de alta tecnologia como Ressonância Magnética Nuclear, Microscopia de Força Atômica e Fracionamento por Peso Molecular no desenvolvimento de novos materiais e suporte aos clientes.

− Plantas Piloto: instalações industriais em menor escala que suportam os desenvolvimentos de processo, produtos e catalisadores. O CT&I conta com sete plantas atendendo aos negócios de PP, PE, PVC e Eteno Renovável.

– Mais de 150 profissionais, entre químicos, engenheiros, técnicos e operadores das Plantas Piloto.

As soluções desenvolvidas no CT&I
– I’m green™ (polietileno e EVA)

– Resinas para impressão 3D

– Resinas de alto desempenho para redução de peso de embalagens
– Resinas para filmes e embalagens desenvolvidas para o mercado internacional,

– Materiais com resistência a altas temperaturas para a indústria automotiva

Ilha de Economia Circular
Anunciada este ano, a Ilha de Economia Circular se soma à meta da Braskem de ser reconhecida como uma empresa que desenvolve a cadeia de valor da reciclagem. A empresa quer incluir, até 2025, 300 mil toneladas de resinas termoplásticas e produtos químicos com conteúdo reciclado em seu portfólio, tornando-se líder da atividade nas Américas. Pioneira na indústria petroquímica brasileira, a estrutura, situada no Centro de Tecnologia no Polo de Triunfo, atenderá a todas as regiões onde a Braskem atua e fomentará o crescimento da cadeia de reciclagem e seu mercado. A ilha testa o desempenho das resinas recicladas e desenvolve novos produtos que contemplem as necessidades do mercado com menor impacto ambiental.

Por meio de um hub de hardware, com equipamentos específicos para teste de resinas recicladas, a estrutura identifica os desafios técnicos do reaproveitamento de matéria-prima a fim de atender às exigências de confiabilidade e as necessidades dos clientes. Os experimentos realizados complementarão os estudos da Braskem para entender quais as aplicações e o tipo de design de produto que mais facilitam o processo de reciclagem.

Compartilhar

Deixe seu comentário