A tarifa terá um aumento de 49,63% em relação a bandeira vermelha de patamar 2 Foto: arquivo Jornal Ibiá

Confira dicas de como economizar energia elétrica

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou, na última terça-feira, 15 de junho, o reajuste tarifário anual (RTA) para os clientes da RGE Sul, distribuidora que atende 381 municípios do Rio Grande do Sul, incluindo Montenegro e outros do Vale do Caí. A tarifa terá um aumento médio de 9,93% para os clientes do grupo B, conectados na baixa tensão (residências, propriedades rurais, indústrias e comércios de pequeno porte) e um aumento médio de 10% para os consumidores ligados à alta tensão (indústrias e comércios de grande porte). O reajuste passa a valer a partir deste sábado, 19 de junho.
Para o cálculo das tarifas, a Aneel considera custos com a compra de energia dos geradores, com sistema de transmissão e com a distribuição da energia elétrica, assim como com os encargos setoriais, além de cenário hídrico e variação da inflação, conforme regras estabelecidas para o todas as empresas do setor.

Com o aumento da tarifa, o consumidor doméstico que antes pagava R$ 100 de energia elétrica passará a pagar R$ 109,93. Já para os consumidores ligados à alta tensão o valor pago será ainda maior. Quem antes pagava R$ 100 de energia passará a pagar R$ 110.

Vale ressaltar que o consumidor já está pagando mais caro pela energia elétrica desde o início de junho, quando o a Aneel acionou a Bandeira Vermelha patamar 2 na tarifa de energia elétrica. Desde então a tarifa sofre acréscimo de R$ 0,06243 para cada quilowatt-hora kWh consumido, fazendo com que as contas de luz fiquem mais caras.

Segundo a RGE, a elevação da tarifa se justifica por dois fatores principais. O primeiro é devido às elevações de custos não previstas na tarifa homologada em 2020. O segundo fator engloba a reversão do aporte recebido da conta-covid em 2020, que ocorre de forma integral neste reajuste, além de outros fatores.

Dicas para economizar energia
Com o aumento da tarifa de energia elétrica o consumidor terá que se adequar para não pagar mais caro na conta de luz. Alguns equipamentos elétricos são considerados vilões da conta de energia, confira a seguir dicas de como economizar energia ações simples:

Ar-condicionado
– Quando o uso do ar-condicionado for inevitável, o ideal é utilizá-lo da melhor maneira possível, evitando a utilização por longos períodos e com temperaturas muito baixas ou altas;
– Priorize a compra de aparelhos com a tecnologia inverter, cujos motores são mais eficientes e econômicos;
– Manter os filtros do ar limpos também é uma ótima iniciativa de economia, já que assim o motor não se esforçará mais que o ideal;
– Sempre mantenha os ambientes bem arejados. Abrir cortinas e janelas ajuda na ventilação e reduz a necessidade de ar-condicionado e ventiladores.

Chuveiros elétricos
– Nos dias quentes, colocar o chuveiro na posição “Verão” (o consumo será cerca de 30% menor);
– Limpar periodicamente os orifícios de saída de água do chuveiro;
– Tomar banhos mais rápidos e desligar a torneira ao se ensaboar;
– Nunca reaproveitar uma resistência queimada;
– Uma boa opção também são os aquecedores solares para água, que, cada vez mais, possuem preços atrativos e demandam baixa manutenção.

GELADEIRAS
– Instalar a geladeira em local bem ventilado, desencostada de paredes ou móveis, longe de raios solares e fontes de calor, como fogões e estufas;
– Nunca utilizar a parte traseira da geladeira para secar panos, roupas ou tênis;
– Nunca colocar alimentos quentes na geladeira;
– Não forrar as prateleiras da geladeira;
– Não deixar a porta da geladeira aberta por muito tempo e não se esquecer de manter as borrachas de vedação da porta em bom estado.

Deixe seu comentário