Com repasses do programa, alunos da Apae ganham sessões de equoterapia no Rancho Herança. FOTO: APAE

Programa da Nota Fiscal Gaúcha garante o sorteio de prêmios e o repasse de verba a diferentes instituições da cidade

Você coloca o CPF na nota fiscal? Ao comprar qualquer produto no Estado, hoje, a empresa oferece a possibilidade de inserção do dado. Ele serve como ponto para o programa Nota Fiscal Gaúcha (NFG) que, além de dar prêmios – uma montenegrina ganhou R$ 100 mil em um dos sorteios, na semana passada – ajuda diferentes entidades que são cadastradas no projeto.

É através dos recursos repassados pela NFG, por exemplo, que a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Montenegro consegue custear sessões de equoterapia para seus alunos. Com o uso de cavalos, a técnica é uma modalidade terapêutica que usa dos movimentos do animal para desenvolver a capacidade física, mental e afetiva dos pequenos. Eles participam toda semana – as sessões ocorrem no Rancho Herança – e adoram a atividade.

Mas não basta apenas colocar o CPF para garantir o nome nos sorteios de prêmios ou o repasse para as entidades como a Apae. É preciso um cadastro prévio do cidadão, no site da NFG, onde é feita a indicação de quatro instituições: da Educação, da Saúde, da Assistência Social e do Auxílio aos Animais; com uma a mais, de outro município fora de Montenegro. Cada compra com CPF, a partir dali, é revertida em pontos para as indicadas. É por causa disso que muitas das entidades fazem campanhas para incentivar as indicações.

A Apae Montenegro, inclusive, chegou a ser premiada pela Receita Estadual – entidade responsável pelo programa – por seu trabalho de conscientização à informação do CPF. “A gente está sempre nesse movimento. Nas ações e eventos que a gente faz, a gente sempre instrui sobre o programa”, conta a diretora da Associação, Naia Sehn. Nos repasses trimestrais da NFG, a instituição recebe, em média, R$ 12 mil, que já trouxeram, além da equoterapia, diferentes manutenções e a aquisição de ar-condicionado para as salas.
Um dos principais desafios para garantir o valor, segundo a diretora, é quebrar a ideia de muitos que acreditam que a colocação do CPF é alguma forma de controlar o que o cidadão está comprando. “Não. O grande objetivo da Nota Gaúcha, na verdade, é coibir a sonegação fiscal”, salienta.

Com a chance de prêmios e a possibilidade de ajudar as instituições, o programa incentiva que o cidadão solicite a nota fiscal de suas compras, com o CPF. Isso acaba evitando que os comerciários fiquem sem emitir o documento e, por tabela, sem pagar os seus devidos impostos ao governo.

As chances de ganhar prêmios são muitas
Em âmbito estadual, a Nota Gaúcha garante diversos prêmios mensais: um de R$ 100 mil, oito de R$ 10 mil, 500 de R$ 1 mil e 500 de R$ 500. Ocorrem, ainda, outros dois sorteios extras durante um ano, com um prêmio de R$ 500 mil, um de R$ 200 mil e 500 de R$ 1 mil.

O município de Montenegro, ainda, fez sua habilitação para sortear prêmios da NFG somente aos moradores da cidade. Nestes sorteios, mensais, são dados: um prêmio de R$ 1 mil, um de R$ 500 e cinco de R$ 200. Incentivos não faltam.

No Yara Gaya, NFG garantiu a quadra e toldo

Escola Yara Ferraz Gaya usou recursos para construção de quadra e toldo

Forte entidade nas campanhas de divulgação da NFG, a Escola Estadual Yara Ferraz Gaya, no bairro Timbaúva, vem recebendo uma média de R$ 5 mil trimestrais. Com o valor, a instituição de ensino garantiu uma quadra de esportes para as atividades dos alunos que, antes, eram levados para brincar na pracinha do bairro. A quadra também ganhou redes, construiu um palco para apresentações e fez um toldo para que, em dias de chuva, os estudantes possam chegar até suas salas com conforto e sem se molhar.

Deixe seu comentário