No registro, uma das visitas técnicas realizadas pelo Pepi, na empresa Odin Vassouras, em São Sebastião do Caí. FOTO: TIAGO DIAS FARIAS/DIVULGAÇÃO

Projeto de Extensão Produtiva e Inovação do Vale do Caí oferece consultoria a empresas locais e está na 4ª edição

O último ciclo da quarta edição do Projeto de Extensão Produtiva e Inovação (Pepi) do Vale do Caí se encerra nesta quinta-feira, 27, com um workshop. O evento ocorre no campus Montenegro da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), a partir das 19h. Haverá a divulgação do balanço do projeto e a apresentação de quatro cases, com seus resultados práticos. Empresários da Gardana Jeans, de Bom Princípio; da Betonart, de São Vendelino; e das montenegrinas Dobra e Montepel terão participação.

O Pepi é coordenado pela Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (AGDI), por meio de um convênio com a Unisc. É oferecida assessoria gratuita de uma equipe de consultores que faz um diagnóstico da empresa e orienta o desenvolvimento de projetos de ampliação, inovação, redução de perdas, estratégias de vendas, custos, entre outros. O trabalho leva em torno de 11 meses.

Posto em prática pela primeira vez em 2013 no Vale do Caí, o Projeto foi uma política estadual de fomento ao setor empresarial gaúcho criada pelo governo Tarso Genro. O governo José Ivo Sartori deu continuidade à iniciativa, mas, com a nova gestão a se eleger para 2019, há incerteza se o projeto terá ou não continuidade. Amanhã, todos os envolvidos serão certificados por sua participação.

Montenegrinas participantes da edição

BBBAG, Altes Bier, Bortolaso, Didanisa, Redolfi, Montepel, Stylus Brindes, Krein Bier, AD Pack e Dobra

Deixe seu comentário