Workshop tratou de temas como adaptações, dificuldades e protagonismo

Na tarde dessa terça-feira, 27, ocorreu um workshop com o tema “Relações Interpessoais”, integrando a programação da Semana Municipal da Pessoa com Deficiência. O momento contou com a participação de pessoas com algum tipo de deficiência e abordou assuntos como capacidades, superproteção de familiares, adaptação, protagonismo entre outros.

Valdair da Rosa Silva, Presidente do Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência de Montenegro (COMDPED), perdeu a visão aos 42 anos de idade e esteve presente na roda de conversa, explicando que o primeiro passo para seguir em frente é a aceitação. “Se eu não reconhecer que eu tenho limitações, eu nunca vou aprender a superar”, destacou.

O presidente comentou, ainda, sobre a importância da realização do workshop, assim como dificuldades enfrentadas. “Temos que usar as barreiras para nos impulsionar a favor da nossa caminhada. Construir caminhos em cima das dificuldades. Se só pensarmos nelas, não saímos mais de casa. Precisamos usar isso como foco onde queremos chegar”, pontua.

Diva Barreto também é deficiente visual mas, por sua vez, nasceu com catarata. Ela abordou como lidar com os não’s que a vida nos dá e inclusão na escola, faculdade e no geral. “Acreditem ou não, as coisas já mudaram. Não é o ideal ainda, mas já melhorou. No tempo que eu era menor, era bem pior”, afirmou.

Os demais integrantes discutiram sobre como a inclusão já deveria ser comum. Uma constatação comum é a consciência de que o assunto ainda vai ser muito debatido para que cheguem até a igualdade que tanto desejam. Amanhã se encerra a Semana com uma apresentação cultural da Apae e seminário sobre a inclusão, que ocorrerão das 14h às 17h, no Plenário da Câmara de Vereadores de Montenegro.

Deixe seu comentário