Via paralela à pista no sentido capital-interior ligará a estrada Pedro Otto Ost à estrada Martins Souza Vigel, resolvendo um problema que vem causando transtornos. Foto: Reprodução Google Maps

Alternativa. CCR ViaSul fará estrada paralela à BR-386, próximo ao pedágio

Os moradores da localidade interiorana de Volta do Anacleto terão restabelecido seu direito de ingressar na BR-386. A concessionária que administra o pedágio em Montenegro fará uma estrada paralela à pista, ligando a saída interrompida até o acesso junto ao posto e restaurante Paradouro 22 (próximo a PRF – entre os Km 426 e 424). O fechamento se deu por força de lei, uma vez que, no raio de um quilômetro das praças de pedágio federais, em ambos os lados, não pode haver acessos travessias ou pistas laterais.

Saída antiga foi fechada por estar muito perto da área de circulação do pedágio

A CCR ViaSul assinala que precisa readequar algumas ligações ao longo da rodovia para atender a essa exigência, constante no contrato de concessão assinado com a União. As definições constam na Normativa do Dnit IPR 728, um manual de acessos de propriedades marginais às rodovias federais que disciplina entradas e saídas.
Visando a segurança dos usuários, ele leva em consideração itens como faixas de aceleração e desaceleração, influenciadas por variáveis como tipo de estrada, geometria da pista, condições de visibilidade, velocidade regulamentada da via, entre outros. “Nos locais onde houve readequação, os moradores contam com rotas alternativas”, apontou a empresa, por meio de nota ao Ibiá.

A construção será dentro da ‘faixa de domínio da rodovia’, portanto, não será necessária desapropriação em área privada. Terá 1,3 km de extensão feito de revestimento primário, que é o material retirado da rodovia durante processo de fresagem do asfalto. A estrada de acesso anterior era de chão batido. A pista lateral terá ainda toda a sinalização instalada pela concessionária.

O anúncio foi feito em reunião com o prefeito de Montenegro, Carlos Eduardo Müller. Após mobilização das famílias – que teriam dobrado seu trajeto para ingressar na BR-386 – com apoio de vereadores, a Administração Municipal passou a negociar alternativa com a CCR ViaSul, que assumiu o ônus sem contrapartida do Município. O prazo para conclusão é até dezembro. “Mas, a empresa acredita que vai executar a obra em 120 dias, dependendo das condições climáticas”, reitera sua assessoria de imprensa.

Deixe seu comentário