Funcionários das empresas de transporte coletivo estão em estado de greve desde o começo do mês. Foto: Arquivo/Jornal Ibiá

Em reunião de mediação realizada no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) entre o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de São Leopoldo, que representa os funcionários da Viação Montenegro S/A (Vimsa) e da Silas, e representantes das empresas ficou definido que a Silas e a Vimsa apresentarão até o dia 30 deste mês suas propostas de reposição salarial. O encontro, que ocorreu na terça-feira, dia 9, foi mediado pelo juiz auxiliar da vice-presidência do TRT da 4ª Região, Daniel Souza de Nonohay, e contou com a participação do procurador do Ministério Público do Trabalho (MPT) Luiz Fernando Mathias Vilar.

No encontro também ficou acertado que o sindicato terá três dias para analisar, junto com os empregados, as propostas realizadas. Além disso, ficou exposto pela entidade de classe que a decisão acerca da realização ou não de greve será objeto de pauta em assembleia. Uma nova reunião de mediação entre as parte foi marcada para o dia 6 de dezembro.

Os funcionários da Vimsa e da Silas entraram em estado de greve no dia 4 deste mês, após decisão em assembleia. Na pauta dos trabalhadores está a volta do pagamento integral do adicional de cobrança, do quinquênio e do ticket alimentação, que foram reduzidos de outubro de 2020 a janeiro de 2021 mediante acordo sindical, mas que não voltaram a ser pagos na sua integralidade após o fim do acordo, e também reposição do salário com 10% de reposição da inflação.

Deixe seu comentário