Sem a presença de público, mas com transmissão ao vivo pelo Facebook e pelo Youtube, a sessão da Câmara desta quinta-feira será marcada pelas homenagens. Na pauta, apenas três projetos de lei nascidos no próprio legislativo dão nome a ruas situadas no loteamento São Francisco, bairro Santa Rita. Um mecânico, uma professora e um ex-vereador, todos bastante conhecidos e estimados pela comunidade, serão lembrados. A iniciativa é do progressista Talis Ferreira, que destaca a contribuição de Aladim Flores, Sônia Maria Mottin e Ideno Albery de Azeredo, o “Biluca”, para Montenegro.

Pelo texto, a Rua 4 do loteamento passará a ser denominada de Aladim Flores. Natural de Montenegro, ele nasceu em 8 de outubro de 1936. No ano de 1958, casou-se com Maria de Lourdes e, desta união, nasceram as filhas Maria Eliana e Eliete. Em 1976, fundou a Mecânica Aladim, situada na Rua Abílio Marca, 104, bairro Rui Barbosa. Aladim tornou-se conhecido pelo seu profissionalismo, empenho e dedicação nos serviços prestados. Durante muitos anos, foi apontado na pesquisa Top Ibiá, realizada pelo Jornal Ibiá, como o profissional mais lembrado no seu segmento. Na expansão dos negócios, em 1982, participou da fundação da Mardim Autopeças. Aos 83 anos, faleceu em 4 de novembro de 2019.

O segundo projeto estabelece que a Rua 5 será denominada de Ideno Albery de Azeredo. Ex-vereador, Biluca nasceu em 15 de janeiro de 1935, na localidade de Serra Velha. Com sua esposa Euli Santos de Azevedo, construiu uma família de seis filhos. Incentivador dos projetos da Escola Bello Faustino dos Santos, na área esportiva, foi criador de um dos primeiros times de futebol feminino do Estado, o Riachuelo, integrado por suas filhas e esposa. O homenageado esteve na Câmara entre 1989 e 1992 e faleceu em 12 de dezembro do ano passado, aos 84 anos.

O nome de Sônia Maria Mottin será dado à Rua 6. Também natural de Montenegro, ela nasceu em 1959 e morou por toda sua vida na cidade. Casou-se com José Luiz Mottin no ano de 1982 e tiveram três filhos: Sérgio, Bruno e Alexandre. Professora, Sônia dedicou-se ao ensino por 36 anos de sua vida, percorrendo as mais varias instituições. Começou como estagiária de Educação Física, em 1980, na Escola Yara Gaia e depois passou pela Esperança e Walter Belian. Durante oito anos, foi diretora de Desporto do Município. Faleceu em 7 de janeiro de 2019, aos 59 anos.

Conforme o vereador Talis Ferreira, a denominação destas ruas vai eternizar o nome dos três homenageados. O “batizado” também tem um aspecto prático, já que a definição é fundamental para que o cidadão possa ter seu endereço. Essa prorrogativa é função exclusiva do Poder Legislativo. A medida permite, por exemplo, ligações de água, luz e serviços dos correios.
A sessão começa às 19h.

Deixe seu comentário