Reciclagem. Iniciativa da ACI Montenegro e Pareci Novo, “moeda ecológica” contribui para o destino adequado dos resíduos e a preservação ambiental

Balanço divulgado pela Associação Comercial, Industrial e de Serviços (ACI) de Montenegro e Pareci Novo revela que o EcoPila supera as expectativas. Em apenas dois meses de funcionamento, essa “moeda ecológica” já garantiu o destino correto de três toneladas de material reciclável e injetou 1.600 EcoPilas na economia local. A promoção segue sempre às quintas-feiras, das 7h às 12h, na Praça Rui Barbosa.

O coordenador do Núcleo Socioambiental da ACI, João Batista Dias, observa que a previsão era começar com a troca de menos de uma tonelada por mês, considerando mais tempo para as pessoas entenderem o benefício do sistema para a cidade e, então, participarem. “Superou nossas expectativas, é um resultado muito bom para um processo novo como esse”, analisa João, que é também e gestor da Montepel Assessoria Ambiental.

O sistema consiste na troca de material reciclável por EcoPilas, que são aceitos por dezenas de estabelecimentos. Ao dar um caminho adequado ao lixo, ganha o meio ambiente, pois diminui a poluição; ganha a administração pública, uma vez que reduzirá o lixo a coletar ou retirar das ruas e arroios; ganha a economia, porque as empresas participantes reverterão os EcoPilas em Reais junto à Montepel – recicladora parceira da iniciativa. “Só gera o bem para a cidade”, resume João.

Ele frisa que a promoção continuará sendo realizada com a mesma frequência. João observa a importância de ser mantido o dia, horário e local, para que a população se habitue. Desta forma, os montenegrinos já sabem que sempre às quintas-feiras, pela manhã, poderão levar o material reciclável para trocar por EcoPila, na Praça Rui Barbosa. Se esse dia for um feriado, o evento é antecipado para quarta-feira.

São trocados latinhas, papelão, jornal, papel em geral, PET e bombonas plásticas. João acrescenta que, atendendo à demanda da comunidade, passaram a ser aceitas também as caixinhas de leite longa vida. O material é pesado e cada tipo tem um valor, mas João esclarece que é feito o somatório para a troca pela moeda ecológica. Desta forma, o cidadão não precisa ter o mínimo de um quilo de cada um para fazer a troca. Poderá ter, por exemplo, meio quilo de jornal, 800 gramas de pet e 700 gramas de alumínio. E há também a fração de meio EcoPila.

Quanto Custa?
Cx. de leite longa vida – 10 quilos = 1 EcoPila
Papelão e jornal – 4 quilos = 1 EcoPila
Papel (livros, cadernos…) – 5 quilos = 1 EcoPila
Bombonas plásticas e PET – 1 quilo = 1 EcoPila
Latinhas – 1 quilo = 3 EcoPilas

Deixe seu comentário