Adélio Ari Szlachta. Foto: arquivo pessoal

Genuinamente brasileira, a Homeostase Quântica Informacional (HQI) é um método que possibilita ao indivíduo, por meio de sua consciência, acessar e eliminar (transformar) traumas que quebram a estabilidade do próprio sistema. Dessa forma, quem implementa o processo é o próprio paciente, nesse caso, o terapeuta é apenas um facilitador que ensina como executar a técnica que elimina as informações e o conjunto que causaram determinada doença ou desequilíbrio de forma consciente.

O método tem como objetivo ensinar as pessoas a como adquirir o autocontrole da saúde emocional, mental e física. O terapeuta e professor de HQI, Adélio Ari Szlachta explica que essa metodologia está baseada na chamada física quântica informacional ou – como é conhecida na literatura – física da informação. “A física se dividi em dois grandes ramos, sendo a clássica e a quântica, onde a primeira trabalha acima do átomo, ou seja, no macrocosmo, e a segunda estuda o que está no microcosmo, abaixo do átomo e possui várias subdivisões, entre elas a física da informação”, disse o professor.

Além disso, para entender o que é a HQI, é preciso conhecer duas teorias principais: a It From Bit, de John Archibald Wheeler e a Teoria da Holoinformacional da Consciência (THC), de Francisco de Biase. Ambas afirmam que a informação gera consciência, que depois constitui ondas de energias (informação em movimento) e por consequências cria a matéria ou a realidade em que cada um vive.

“Na verdade, essa é uma forma de acessar as informações que estão construindo a realidade e eliminar de forma simples e instantânea o conteúdo para que as pessoas consigam reverter os processos negativos [doenças, problemas financeiros ou qualquer outro tipo de desequilíbrio]. Essa terapia é totalmente integrativa com qualquer prática medicinal que a pessoas esteja realizando, além de processos espirituais, entre outras atividades, no entanto, ela não tem cunho religioso, doutrinário ou filosófico”, ressalta o terapeuta.

Em 10 anos de atividades, conforme o professor, o método já contabiliza mais de 15 mil clientes com resultados positivos, além de trabalhos desenvolvidos em mais de 150 cidades no Brasil, 14 estados e 19 países.

Como funciona?
Através de comandos quânticos, que são frases/decretos que possuem o processo de quantização, o método faz com que se empacote a informação para viajar e alterar no nível do microcosmo. “A causa de todos os problemas sempre estarão no microcosmo, ou seja, onde nenhum dos cincos sentidos do ser humano consegue captar”, completou o professor.

Deixe seu comentário