Os três artistas do grupo teatral de Caxias do Sul ganharam a atenção da criançada contando fábulas do Sul

Criançada se diverte com apresentação de grupo teatral de Caxias do Sul

Na manhã dessa sexta-feira, 4, nem a chuva interferiu na programação da 17ª Feira do Livro de Montenegro. Pela manhã, além de bate-papo e oficinas, a Praça Rui Barbosa foi tomada pelo espetáculo “Fábulas do Sul”, do grupo Ueba, de Caxias do Sul. A apresentação gaudéria, realizada pelos três integrantes, contava com um enredo diferenciado. Foram abordadas algumas das lendas do Rio Grande do Sul, como o Negrinho do Pastoreio e Erva-Mate.
Os alunos de pré, 2º e 4º ano da escola Walter Belian estiveram em peso prestigiando o teatro e a aprovação foi total. Helena de Vargas Rodrigues, 7, comenta que gosta de livros, mas que prefere os que tenham bastante imagens. Além disso, a menina entendeu o propósito da Feira e dos artistas presentes. “Estão ensinando a função da leitura. Tá muito legal, estou gostando muito”, conclui.

Uma das lendas contadas foi o Negrinho do Patoreio

Gabriel Pedro, 7, também adorou o momento e destaca o gosto por gibis. “Eu adoro a Turma da Mônica. Aqui tá muito engraçado, acho que eles estão apresentando a importância dos livros”, sugere. A colega Isadora Steffen Lens, 7, é que a mais demonstrou gosto pela leitura. “Eu adoro livros com muitas imagens, mas também letras”, revela. Além disso, assim como os demais, gostou muito da apresentação do grupo.

Com ajuda da professora Simone dos Santos Dörr, Isadora explica que a escola preza muito pela literatura. “Temos um projeto que se chama Corrente da Leitura, onde passamos com um carrinho pelas salas e fizemos a troca de livros. É bem legal”, explica a aluna. A professora Simone afirma que a Feira do Livro é de grande importância para o desenvolvimento das crianças e também para conhecimento dos adultos. “Traz o encantamento dos livros para a comunidade. A leitura propaga clareza de ideias para eles [alunos]”, pontua.

Aline Zilli, uma das componentes do grupo de teatro, destaca a gratidão em ver o público, especialmente as crianças, se divertindo durante o espetáculo e aponta que o teatro concretiza ideias. “As Feiras trazem lúdico dos livros. O teatro faz com que as crianças estejam junto com a gente no que estamos mostrando, concretizando a história. Quando vejo as crianças vivendo com a gente, replicando o que ensinamos e contamos, como ocorreu dessa vez, saio com o sentimento de dever cumprido”, finaliza.

Gabriel Pedro e Helena de Vargas Rodrigues, alunos do Walter Belian, com a professora Simone dos Santos Dörr

Confira programação para hoje, último dia da Feira:
05/10 – Sábado
8h30 – Abertura da Feira:  Animação Cultural com “Circo Jardim”
9h – Oficina com o Escritor Robertson Frizero
9h – Oficina com a Escritora e Contadora de Histórias Milene Barazzetti
9h – Painel sobre Etnias: “Origens de Montenegro” – CUFA
10h – Espetáculo teatral “Histórias de Montenegro” – Coletivo Po(l)vo do Teatro
11h – Sessão de Autógrafos e lançamento dos Livros:
“As Princesas e o Dragão “com Ana Carolina Makki Dal Mas;
“Que Monstro, Menino?” e “Doutora dos Livros” com Milene Barazzetti
12h – Encerramento da Feira com Cortejo musical com Quarteto de Jazz New Orleans e Circo Jardim

Deixe seu comentário