Ação estimula o descarte correto do lixo e auxilia instituições e ONGs. FOTO: ARQUIVO DO JORNAL IBIÁ

Você pode fazer sua parte como cidadão consciente da preservação ambiental e, ao mesmo tempo, auxiliar instituições e organizações não governamentais que fazem diferença na comunidade. Para isso, basta separar o lixo reciclável, levar a Montepel Assessoria Ambiental para vender e destinar o valor a uma das parceiras no projeto Solidarizando.

O gestor da Montepel, João Bastista Dias, afirma que o projeto foi criado para trabalhar com instituições e a participação é simples. Basta levar o material reciclável e escolher para quem o valor será repassado. Atualmente, as parceiras são a Associação Montenegrina dos Guardiões dos Animais (Amoga), o Grupo Katami, e a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae).

O retorno financeiro individual na venda de material reciclável produzido no dia a dia para uma família normalmente é baixo. O projeto, no entanto, estimula a comunidade a colaborar, elevando o montante arrecadado, o que faz diferença às instituições beneficiadas.

João recorda que, inicialmente, o grupo Katami levava tampinhas para vender e, então, ele esclareceu que podiam ser entregues outros tipos de materiais recicláveis, aumentando o retorno financeiro. A partir daí, resolveu criar o projeto, organizando o sistema e abrindo para a participação da comunidade e de outras instituições.

A vice-presidente do Katami, Thuani Braga, salienta a importância do projeto, que além de proporcionar uma renda ao grupo também contribui com o meio ambiente. Ela está satisfeita com o retorno e acredita que será ainda maior à medida que as pessoas conhecerem mais o sistema e, então, se organizarem na separação de resíduos em casa para levá-los a Montepel.

Recolhimento na Oktoberpets 2018

A vice-presidente do Katami, Thuani Braga, antecipa que haverá arrecadação de resíduos recicláveis durante o Oktoberpets 2018. O evento ocorre no próximo dia 30 de setembro, no Clube do Comércio, visando a arrecadação de recursos para o trabalho desenvolvido pelas voluntárias, em prol dos animais abandonados ou vítimas de outros tipos de maus-tratos.

A Oktoberpets deveria ocorre em outubro, mas, Thuani esclarece que neste ano foi antecipada devido às eleições. A programação do evento inclui venda de doces e salgados típicos alemães, além da participação da banda de rock Back Light, e de duas palestras. Uma será com um representante da Montepel que irá falar sobre o projeto Solidarizando e, a outra, com a escritora Vanessa Preuss, autora do livro Príncipe U-au, que tem parte de sua renda revertida para ONGs protetora de animais.

Com início às 15h, o ingresso a Oktoberfest custa R$ 5,00, mas crianças até 5 anos não pagam. Thuani acrescenta que haverá venda de produtos comercializados do Katami e reforça que toda a renda é revertida às ações do grupo.

Deixe seu comentário