Com aval do prefeito Gustavo Zanatta, projeto propõe um espaço que oferece diversas atividades gratuitas a quem mais necessita

Na manhã dessa segunda-feira, 21, no Espaço Braskem, na Estação da Cultura, idealizadores e apoiadores do Centro de Convivência Esperança estiveram lançando o projeto e expondo seus principais objetivos. Diretora de assistência social e cidadania, Carliane Pinheiro, a Kaká, explica que o Centro é um espaço que oferece diversas atividades gratuitas que contribuem no projeto de autonomia e de sociabilidade, no fortalecimento dos vínculos familiares, do convívio comunitário e na prevenção de situações de risco social a quem mais necessita.

“Propõe espaço sociocultural para o convívio de toda comunidade, crianças, adolescentes e idosos com atividades que estimulem a convivência humana, comunicação, meio ambiente, direitos humanos, religião, espiritualidade, reflexões sobre o mundo do trabalho, nas áreas da saúde, educação, cultura, esporte, lazer e social”, destaca. O Centro fica no ginásio do bairro Senai, na Vila Esperança, local que foi viabilizado através do Programa de Prevenção da Violência (PPV). A realização do projeto é da Secretaria Municipal de Habitação, Desenvolvimento Social e Cidadania, com parceiros.

Deixe seu comentário