Buraco, no local, coloca casas em risco iminente de desabamento.

A erosão no terreno ocupado por oito residências na Vila do Adão, em Muda Boi, será foco de uma união entre as secretarias da Prefeitura. A situação no local, por onde passa uma sanga, está colocando casas em risco, visto que o buraco, com a força da água, só faz aumentar. Após muitas queixas dos moradores, inclusive divulgadas pelo Jornal Ibiá, a Administração foi fazer averiguações na área. Constatou-se a necessidade de envolvimento de múltiplas secretarias.

A situação é complexa. O problema iniciou com a abertura de um açude em um ponto mais alto da região, que acabou alterando o nível de vazão da água da sanga. Isso, já há cerca de dois anos. Tudo se intensificou com uma cheia, em meados de julho, que aumentou a ocorrência de erosão. De acordo com o engenheiro agrônomo da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural, Lucas Rodrigues, houve, ainda, a remoção de mata nativa nas proximidades, o que teria auxiliado na mudança de curso da água. O loteamento, ali, apesar de abrigar moradores por mais de duas décadas, também seria irregular.

Levando em conta a situação das famílias e a conclusão de que uma intervenção com maquinário no local seria, segundo Lucas, “complicada”, o assunto foi tópico da reunião semanal entre os secretários municipais na manhã de ontem. Uma união entre Defesa Civil e Secretaria de Habitação, juntamente das secretarias de Meio Ambiente, Desenvolvimento Rural e de Viação e Serviços Urbanos se tornou necessária para abordar todas as minúcias do caso, partindo da legalidade do açude até a realidade de carência dos moradores da localidade.

O grupo de trabalho formado deverá realizar novas visitas e análises até que seja encontrada uma solução viável. Neste meio tempo, residentes como a senhora Maria de Lurdes Gomes, que, em entrevista recente, disse não conseguir dormir em dias de chuva por medo de que seu lar caísse sobre sua cabeça, segue no aguardo da resolução que busca já há cerca de três meses, quando a enchente na sanga aconteceu. “Amanhã ou depois, vou perder o terreno, vou perder tudo. Daí é tarde”, expressou.

Deixe seu comentário