A Banda também faz apresentações esporádicas com o seu grande repertório

Uma das atrações do desfile cívico desse sábado, 7, será a Banda Marcial São João Batista, do antigo Ginásio São João Batista, que hoje é Escola Técnica Estadual. A banda, composta por ex-alunos da instituição, em conjunto com ex-alunos do AJ Renner, e integrantes da extinta Banda da Brigada Militar, tem como principal objetivo resgatar o passado e incentivar as escolas de montenegro para seguirem esse exemplo.

Um dos fundadores da nova formação, Mário Vitor Rodrigues, conta que a Banda Marcial do Ginásio São João Batista ressurgiu após uma confraternização entre os ex-colegas. “Começou só em reunião para a gente se encontrar e foi esquentando até que resolvemos voltar a tocar. A música sempre esteve presente em todas as reuniões”, conta. A vontade de desfilar junto com as escolas no 7 de Setembro emergiu no grupo, e esse será o quarto ano que o sonho virou realidade.

No primeiro ano, em 2016, os integrantes se uniram a Banda da Escola Maria Josepha Alves de Oliveira e desfilaram em Montenegro. E foi no ano passado, com mais integrantes e instrumentos, que eles desfilaram como a Banda São João Batista. “É muito importante participar de uma banda marcial. As crianças que tocam em banda não pensam em outras bobagens, tendem a se dedicar ao que fazem”, diz um dos fundadores, Flávio Brochier.
O grupo conta atualmente com cerca de 25 integrantes, que realizam seus ensaios em uma sede emprestada. Mas, segundo ele, tudo vale a pena no final. “Isso faz bem para todos nós da banda. Não tem explicação, é saudável, é gostoso, tu se diverte”, completa Flávio.

Deixe seu comentário