Ordem de despejo foi entregue na última quarta-feira, 23

Cinco dias após o recebimento de uma ordem de despejo da Prefeitura de Montenegro, moradores da rua Jaguarão, no Senai, receberam uma boa notícia. Nessa segunda-feira, 28, foi protocolada a suspensão da determinação junto ao Ministério Público. A decisão agora dependerá do MP.

O terreno em que as 10 famílias se encontram é de propriedade do Município, e segundo a Administração também é irregular para construção. Com um arroio passando cerca de 3 metros atrás das residências, a área é considerada de risco.

Entretanto, vivendo em casas simples de madeira e dependendo da ajuda do próximo, as famílias relataram não ter condições financeiras de pagar um aluguel. “A gente pagava aluguel antes, só que aí o meu esposo perdeu o emprego com essa pandemia. E no momento eu não posso trabalhar, porque eu cuido da minha mãe que é doente”, diz Jordana de Almeida.

A notícia sobre a situação dessas famílias gerou grande repercussão nas redes sociais, ao ponto de um advogado também ser acionado para auxiliar o processo voluntariamente. Além disso, no pedido de suspensão também foi sugerido, caso não seja possível reverter a decisão, que a Prefeitura realoque todas as famílias ou, que pague um valor referente a um Aluguel Social a cada uma das famílias.

Deixe seu comentário