Integrante do Movimento do Patrimônio Histórico, Sondi Lutz da Silva pensou na temática “Que Montenegro queremos para o futuro”, para realização da Mesa dos Inocentes

Comemorando os 145 anos de Montenegro, diversas atividades serão realizadas no município até o domingo, dia 6

Montenegro completa 145 anos neste sábado, dia 5 de maio. E para comemorar o aniversário da cidade, uma programação, que inicia amanhã, 2, promete trazer muita cultura, conhecimento e troca de experiências à comunidade.

O humorista Paulinho Mixaria, música clássica, exposição de orquídeas, trilha ecológica, sarau literário… Não faltarão opções para quem quer comemorar e, ao mesmo tempo, se divertir.

Para a quarta-feira, 2, a abertura da Semana de Aniversário, com a premiação do concurso fotográfico Compartilhando Montenegro, marca o início das festividades. É às 18h45min, na Estação da Cultura.

E à noite, muita musicalidade com a Orquestra da Câmara Unisc, no Teatro Therezinha Petry Cardona, a partir das 20h. Para prestigiar, é preciso retirar gratuitamente as senhas na Fundarte. O encerramento das atividades em homenagem a Montenegro ocorre no domingo, dia 6.

Projeto Mesa dos Inocentes
Entre as atividades da programação de aniversário, o projeto Mesa dos Inocentes, do Movimento do Patrimônio Histórico e Cultural, em parceria com a Escola Cel. Álvaro de Moraes, será realizado na quinta-feira, 3, às 15h, na Estação da Cultura. Duas turmas da escola estarão envolvidas na atividade. Sondi Lutz da Silva, integrante do Movimento, conta que idealizou o projeto em torno de suas memórias de infância, quando, aos sete anos, participou de uma Mesa dos Inocentes.

Sob a temática “Que Montenegro queremos para o futuro?”, a atividade da quinta-feira conta com a participação de crianças de até sete anos – idade da inocência. Segundo Sondi, as crianças são protagonistas e contribuem com sugestões do que acreditam que precisa ser mudado no município.

Seguindo um protocolo de abertura, haverá a cerimônia e entoar do hino montenegrino pelos presentes. “Após, as crianças entram e se posicionam ao redor da mesa, onde colocarão ou lerão os pedidos ao microfone. Um padre abençoará as solicitações, acenderemos as velinhas e cantaremos parabéns”, conta Sondi.

E, para finalizar, em grande estilo comemorativo, não faltará bolo: serão servidos bolinhos ingleses e suco para os estudantes. “A Mesa dos Inocentes fez parte de um período muito bonito da minha infância, quando eu tinha sete anos. E a continuidade desse projeto na cidade, sua renovação, dependerá da aceitação da comunidade”, termina.

Deixe seu comentário