Ronaldo Nogueira

Solenidade realizada na Câmara de Vereadores nessa quinta-feira, dia 11, apresentou ao Município o Programa RS Trabalho, Emprego e Renda – o RS TER – do Governo do Estado. A atividade contou com a presença do secretário estadual de Trabalho, Emprego e Renda, Ronaldo Nogueira, e de representantes do Executivo e Legislativo municipais, da ACI e do Sindilojas. “Com certeza, esse programa vai beneficiar muitas pessoas e empresas que terão assessorias”, destacou o presidente da Câmara, vereador Juarez Vieira da Silva (PTB).

Sendo montado para atender Montenegro, o secretário Nogueira explicou que o RS TER passa por três eixos principais que buscam desenvolver trabalhadores e pequenos empreendedores. O primeiro deles é voltado à qualificação profissional de forma a atender, especificamente, as demandas de mão de obra de cada região. “Aqui em Montenegro tem a indústria metalmecânica, o comércio, os serviços, a saúde, a gastronomia, o rural. Serão as principais atividades às quais serão oferecidos cursos para aprimorar a mão de obra”, apontou.

Um segundo foco, ele adiciona, está em capacitar pequenos empresários que já têm negócios; e também aqueles com vocação empreendedora. Serão as chamadas capacitações de gestão, dando noções de pontos como fluxo de caixa e precificação que ajudem os negócios a se manterem e crescerem. No terceiro eixo, estará o suporte para acesso ao crédito e microcrédito diante de alternativas como o RS Garanti, um fundo garantidor do Estado que, dando garantias às financeiras, viabiliza empréstimos com condições mais atrativas. “São ações importantes que serão ferramenta indutora para melhorar o empreendedorismo e gerar empregos na cidade”, sublinhou Nogueira.

O prefeito Gustavo Zanatta exaltou a implantação do programa em Montenegro; que complementará os programas de qualificação profissional e empresarial já ofertados pelas secretarias municipais de Indústria e Comércio; e de Habitação, Desenvolvimento Social e Cidadania. Ele lembrou que, no início do mandato, fez visitas às dez maiores empresas de Montenegro. “E o que mais chamou atenção foi a dificuldade que os empresários colocaram de encontrar mão de obra qualificada dentro do Município”, contou. “Muitas empresas estão precisando dessa ajuda.”

Na fase atual de implantação, o secretário Nogueira explicou que estão sendo concluídos os editais de credenciamento às entidades da região que serão parceiras na oferta das qualificações e consultorias. Pela Prefeitura, haverá um servidor treinado que servirá de interlocutor entre a demanda da cidade e as diferentes ofertas do programa. A projeção é iniciar os primeiros cursos até fevereiro do próximo ano. (DM)

Deixe seu comentário