É preciso agendar o atendimento com um dia de antecedência. Local funciona de segunda à sexta, das 8h às 14h

Serviço segue com metade da capacidade. Veja como buscar atendimento

O Posto de Identificação, onde são emitidas as carteiras de identidade em Montenegro, perdeu uma de suas duas estações – os equipamentos onde os documentos são feitos. Atendendo a pedido da Susepe, o Instituto Geral de Perícias (IGP), que é responsável pela repartição, enviou a estação para a Penitenciária Estadual, no Pesqueiro. É temporário, por um período de seis meses.

“Além das questões de segurança e logística, o objetivo da transferência é reduzir o passivo de carteiras de identidade de apenados que cumprem pena no local – uma das principais demandas deste Posto. Essa mudança não afetou os horários nem dias de funcionamento do PI”, informou o IGP, em nota. Até então, o Posto interrompia seus atendimentos em apenas um dia, nas sextas-feiras, para atender a demanda da Penitenciária.

Agora com metade da capacidade, já faz tempo que a unidade de Montenegro vem enfrentando dificuldades para funcionar. Por quase nove meses, entre 2018 e 2019, ela ficou fechada após a aposentadoria do servidor que trabalhava no local. Demorou até a contratação de um novo e também dos dois estagiários; um cedido pelo Estado e outro pelo Município. A retomada logo barrou nas restrições da pandemia e, após na interdição do prédio do Sine, no Centro da cidade, onde o Posto funcionava. Com essa, os montenegrinos ficaram sem o serviço de outubro de 2020 a março de 2021.

O setor só pôde reabrir através de parceria com a Delegacia Regional de Polícia, que aceitou ceder um novo espaço ao IGP junto à 1ª Delegacia de Polícia Civil. Está na rua José Luis, número 1.030. A Prefeitura investiu R$ 4 mil, via Consepro, para a reforma do local e o funcionamento das duas estações. Mas ainda tinha o Distanciamento Controlado e a bandeira preta que, por semanas, limitaram o atendimento somente às emergências.

Superada a barreira, traz o site do IGP que o Posto funciona nas segundas, quartas e sextas-feiras. Felizmente, na verdade, o atendimento já ocorre de segunda à sexta, como mostra cartaz fixado em frente à nova sede do serviço. O atendimento ocorre das 8h às 14h, mediante agendamento. Há o telefone (51) 3632-8677 para agendar, embora, com frequência, ele apresente problemas técnicos. A coordenação local orienta, então, que o cidadão vá presencialmente marcar o seu horário. Ele é agendado apenas de um dia para o outro e, ainda na parte da manhã, usualmente os horários do dia seguinte já estão todos completos. Tem sido atendidas cerca de 30 pessoas por dia.

Nova sede do posto desde março, delegacia fica na rua José Luis, número 1.030

Serviço
Para fazer a carteira de identidade, o cidadão precisa apresentar:
– se solteiro, a certidão de nascimento original, sem rasuras ou danos, atualizada ou em cópia autenticada;
– se casado, a certidão de casamento original, sem rasuras ou danos, e legível ou em cópia autenticada;
– se divorciado, a certidão de casamento original, sem rasuras ou danos, atualizada ou em cópia autenticada, com averbação da separação/divórcio;
– se viúvo, a certidão de casamento original, sem rasuras ou danos, atualizada ou em copia autenticada; e a certidão de óbito (ou óbito averbado na certidão de casamento);

São documentos opcionais, que podem ser adicionados no RG mediante a apresentação do documento original: CPF; CNH; PIS/PASEP; Cartão Nacional de Saúde; identidade profissional; título de eleitor; tipo sanguíneo e fator RH; nome social; e condições peculiares de saúde, como diabetes e surdez, com comprovação de laudo médico;

A 1ª via é gratuita. A 2ª custa R$ 74,11 (os valores são atualizados anualmente). Idosos com mais de 65 anos de idade, indivíduos que declararem estado de pobreza e vítimas de roubo não pagam.

Deixe seu comentário