Na correria, os trabalhadores da coleta podem se machucar com objetos cortantes.

Objetos cortantes devem ser embalados com cuidado e identificados para não ferir os coletores enquanto eles recolhem os sacos com resíduos

Alguns cuidados simples no acondicionamento do lixo fazem diferença na rotina dos trabalhadores da coleta. O saco usual ou as sacolas de plástico não são resistentes e, portanto, ao colocar algo pontiagudo dentro dele, o mais provável é que rasgue e o objeto fique exposto. E, assim, torna-se perigoso aos coletores e a você mesmo na hora de descartá-lo, bem como a outras pessoas ou animais que mexam nesse material enquanto estiver na lixeira.

Material cortante, como latas ou vidros quebrados, por exemplo, devem ser embalados em papel mais grosso e colocados em caixas, para então descartar na lixeira. O alerta é realizado pela empresa responsável pela coleta para evitar acidentes de trabalho.

A secretária Letícia da Silva afirma que, neste ano, ocorreram três ou quatro casos de coletores que se machucaram ao recolher material cortante. Diante do corre-corre que caracteriza a profissão, com os trabalhadores correndo na rua e em calçadas, de um lado para outro, recolhendo sacolas e sacos para descartar no caminhão, não há tempo de verificar o que é e se há risco de corte.

Por isso, a empresa pede para que vidros quebrados ou qualquer outro material cortante sejam bem embalados. “O ideal é enrolar em papelão, bem enrolado e colocar em uma caixa de papelão para não ficar exposto”, afirma Letícia. Ela observa, ainda, que cortes nas mãos e nas pernas são os problemas mais comuns decorrentes do descarte incorreto desses objetos. Além de acondicionar, esse tipo de lixo deve ser identificado como material cortante, de forma bem visível para que o gari perceba a necessidade de mais cautela ao pegá-lo.

Outra preocupação é com a contaminação dos profissionais, uma vez que os objetos cortantes, se estiverem misturados com vários tipos de lixo, podem transmitir doenças.

Dicas
– Uma forma mais segura de descartar cacos de vidro ou outros objetos pontiagudos, como espetinho de churrasco, é dentro de garrafas pet. Corte a garrafa na parte superior, coloque os objetos dentro, e depois a feche com fita adesiva.
– Se você não tiver garrafas pet vazias em casa, embrulhe os cacos de vidro em várias camadas de papel ou papelão. Depois, coloque o embrulhoem uma caixa ou saco plástico bem fechado. Escreva “CUIDADO VIDRO” em um local bem visível da sacola antes de descartá-la.

Deixe seu comentário