Hoje, no Teatro Therezinha Petry Cardona, será apresentado o espetáculo de dança “É gente acunhada”. A peça é promovida por alunos do curso de Dança do campus de Montenegro Uergs e começa às 20h45min. A entrada é franca, mas é necessário retirar as senhas antecipadamente, a partir das 19h. Conforme os orgaA classificação é de 12 anos.
De acordo a aluna Camila Andrade, 22 anos, foi através de memórias e pesquisas a respeito da cultura nordestina que a turma do componente curricular Estudos Coreográficos 2017 organizou a montagem do espetáculo. “Esse lugar fértil se conecta com corpos dançantes, representações do cotidiano e muitas histórias do imaginário coletivo. O cotidiano é marcado pelo sol árduo e pelo trabalho. O povo dança em busca da cura dos corpos sofridos e festeja unindo-se pela fé, independente das suas dessemelhanças”, comenta.
Camila aponta que a cultura nordestina reflete o colorido da região com o samba de roda, o forró, o Caruru e a cantoria. “Todos são bem-vindos para dançar! Na peça, Dona Flor traz seus dois maridos e o arrastar das sandálias faz a poeira levitar. O som do tambor também é luto. As mulheres mostram a força com que lidam com a violência, a morte, a presença da seca e a escassez da vida”, comenta a estudante de Dança da unidade local da Uergs.
Os bailarinos intérpretes criadores são: Camila Andrade, Carolline Rocha, Erasmo Carlos Breitembach, Daiani Fernandes, Deise Vanzing, Mônica Hillesheim, Juliana Silveira, Letícia Schneider, Patrícia Wentz de Moraes e Tracy Alessandra.
Além deles, Marluce Fonseca, Israel Sulivan e Vitória Luara da Silva atuam no palco como convidados especiais.
A direção da coreografia fica por conta da professora Sílvia da Silva Lopes. (CP)

Deixe seu comentário