Pacientes com consultas agendadas aguardaram dentro e fora da recepção

O tempo de espera para os atendimentos de consultas marcadas com um traumatologista gerou reclamação de pacientes na Secretaria da Saúde (SMS – Assistência), no final da tarde de segunda-feira, 21. Um dos cidadãos que esperava no local era Nelci Maciel de Almeida, que chegou um pouco depois do meio dia e foi o primeiro a ser chamado para a consulta, isso às 17h45min.

De acordo com Nelci, o atendimento foi marcado há alguns dias para o horário das 16h dessa segunda-feira. “Tenho que mostrar meu exame de tomografia da coluna lombar. Cinco vértebras estão deslocadas e tenho outros problemas nas costas”, afirma o senhor. Ele e a esposa reclamaram da falta de informação e do tempo que demoraria a entrar no consultório.

Milton de Azevedo foi outro paciente que tinha a consulta agendada para as 16h e acabou sendo atendido por volta das 18h. “Vim apresentar a ressonância do joelho esquerdo e da coluna. Cheguei aqui era umas 14h e até agora o médico não chegou”, reclama.

SMS confirma atraso nas consultas
Ao contrário dos relatos de quem aguardava o médico de traumatologia, a secretária da Saúde, Loreni Cristina Reinheimer, diz que os atendimentos iniciam às 16h30min. “O doutor Marcelo Godinho chegou às 17h mais ou menos, porque estava em procedimento cirúrgico na Unimed”, justifica.

Cristina destaca que o profissional realizou todos os atendimentos que estavam na fila de espera e parou no horário programado. “Ele não deixou de atender ninguém. As pessoas que vêm ao meio dia ou às 14h e têm programação de chamada para as 16h30min, não necessitam aguardar na Secretaria da Saúde”.

Deixe seu comentário