FOTO: ARQUIVO/JORNAL IBIÁ

Atenção. Série de intervenções para melhoria da rodovia restringe o fluxo

Apesar da confirmação feita pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), o fluxo na BR-386 em Montenegro não sofreu alteração ontem. A própria concessionária CCR Viasul havia noticiado que a partir deste dia 23 faria interrupção em uma pista em cada sentido de direção onde está sendo construído o pedágio no quilômetro 426.

Mas, no ritmo em que a obra avança, a expectativa é que em breve as pistas externas, próximas à ponte sobre o Rio Caí, sejam alcançadas pelo canteiro. E apesar de não ter ocorrido a restrição de quatro para duas vias, este ponto pede atenção devido à movimentação de trabalhadores, máquinas e caminhões.

Quando o “estreitamento” foi anunciado, na semana passada, inúmeros cidadãos manifestaram descontentamento no Facebook do Ibiá. Sua angústia é de ver repetir o cenário de lentidão e engarrafamentos que ocorreu durante os dois anos de recuperação da ponte, no mesmo trecho entre km’s 425 e 426. A ponte foi entregue em junho.

A CCR ViaSul não informou por quanto tempo projeta manter o fechamento das duas pistas. Enquanto isso, várias outras obras exigem velocidade moderada, como no quilômetro 432, há 7 km da obra do pedágio, onde intervenções nas laterais exigiram o estreitamento da pista.

A situação mais perigosa é no deslocamento Capital/ interior, onde os motoristas saem da curva em declive (em frente ao posto BR Valentina – após a empresa Alibem) e se deparam com a sinalização. Outro local de intervenção é perto da ligação com a ERS-124, acesso a Triunfo e Montenegro.

O sentido Capital/ Interior está em uma pista no km 422 devido à movimentação de trabalhadores que instalam tela de proteção sobre mureta divisória. Além disso, seguem as operações emergenciais de tapa-buraco em outros pontos ao longo do trecho concedido (Canoas a Carazinho).

Sinalização
Polícia Rodoviária Federal (PRF) esclareceu que qualquer obra em rodovia concedida é de inteira responsabilidade da Concessionária vencedora da licitação, a CCR Via Sul. Todavia, a corporação acompanhará a situação, inclusive relativo a engarrafamentos, podendo posicionar agentes no local se isso for necessário.
O padrão referente a cada tipo de intervenção consta em manuais do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) que deve ser seguida pela CCR Viasul. Caso não sejam atendidas na totalidade, a Polícia cobrará as adequações.

Informações e emergências
Disque CCR ViaSul 0800-000-0290
Site – www.ccrviasul.com.br

Compartilhar

Deixe seu comentário